Avaliação do processamento auditivo em indíviduos com perda auditiva neurossensorial de grau leve a moderado

Avaliação do processamento auditivo em indíviduos com perda auditiva neurossensorial de grau leve a moderado

Título alternativo Behavioral Auditory Processing Evaluation in individuals with mild and moderate sensorineural hearing loss
Autor Andrade, Adriana Neves de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Gil, Daniela Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Distúrbios da Comunicação Humana (Fonoaudiologia) – São Paulo
Resumo Objetivos: Caracterizar e comparar o desempenho de sujeitos com perda auditiva neurossensorial (PANS) de grau leve a moderado nos testes auditivos comportamentais para avaliar o processamento auditivo e nos questionarios genericos de qualidade de vida e especificos para a audicao. Metodos: Participaram do estudo 19 individuos com PANS de grau leve a moderado bilateral simetrica, na faixa etaria entre 16 e 59 anos de idade, preferencia manual direita, de ambos os generos. Os sujeitos foram submetidos as seguintes avaliacoes: dominancia lateral, avaliacao audiologica (audiometria tonal, logoaudiometria, imitanciometria, potencial evocado auditivo de tronco encefalico), testes auditivos comportamentais para avaliar o processamento auditivo (localizacao sonora, memoria verbal e nao verbal em sequencia, reconhecimento de fala, fala com ruido branco, dicotico de digitos, padrao de frequencia e duracao, identificacao de sentencas sinteticas e dicoticas e identificacao de intervalos aleatorios) bateria breve de rastreio cognitivo, alem dos questionarios de autoavaliacao SF-36, APHAB e HHIA. Para a analise dos resultados foram utilizadas medidas descritivas e analise inferencial (t-Student, teste Wilcoxon, t-pareado, entre outros) com nivel de significancia de 0,05. Resultados: Os individuos com PANS apresentaram reduzido desempenho nos testes auditivos comportamentais para avaliar o processamento auditivo quando comparados aos criterios de referencia estabelecidos para normouvintes. Os melhores resultados foram observados no teste memoria para sons nao verbais e no teste de identificacao de sentencas dicoticas, no qual 70% ou mais de individuos apresentaram resultados compativeis com a normalidade. A analise dos questionarios revelou prejuizo no dominio de vitalidade e escala de ruido ambiental, para os questionarios SF36 e APHAB, respectivamente, com severa percepcao de restricao de participacao em atividades de vida diaria, analisada pelo HHIA. Conclusoes: Individuos com PANS apresentam reduzido desempenho na maioria dos testes auditivos comportamentais para avaliar o processamento auditivo disponiveis para a aplicacao nessa populacao, sendo que a orelha direita apresentou melhor desempenho do que a esquerda para o teste DSI. Os individuos com PANS de grau leve a moderado apresentaram autopercepcao de reducao de vitalidade, dificuldades com ruido ambiental e severa percepcao de restricao de participacao em atividades de vida diaria.
Palavra-chave Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Humanos
Transtornos da audição
Perda auditiva neurossensorial
Testes auditivos
Questionários
Avaliação
Idioma Português
Data de publicação 2014
Publicado em ANDRADE, Adriana Neves. Avaliação comportamental do processamento auditivo em indivíduos com perda auditiva neurossensorial de grau leve a moderado. 2014. 187 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2014.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 184 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23051

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-14258.pdf
Tamanho: 1.668MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta