Efeitos da restricao alimentar sobre o balanco energetico de ratos submetidos a diferentes modelos de obesidade

Efeitos da restricao alimentar sobre o balanco energetico de ratos submetidos a diferentes modelos de obesidade

Título alternativo Effects of feed restriction on energy balance in rats subjected to different models of obesity
Autor Reis, Vanessa Aparecida de Brito Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Verificar se animais em diferentes modelos de obesidade, quando submetidos a restricao alimentar, apresentam reducao no gasto energetico equivalente a apresentada pelos animais controle. Materiais e metodos: Ratas femeas Wistar de 60 dias de vida foram submetidas a dois modelos de obesidade: 1) inducao de obesidade por inGestão de racao hiperlcalorica durante todo o periodo experimental e 2) inducao de obesidade por lesao bilateral do nucleo ventromedial do hipotalamo. Apos o periodo de avaliacao (primeiros 30 dias de inGestão da dieta hipercalorica ou apos a lesao), os animais controle e obesos foram subdivididos em dois grupos que ingeriram durante 30 dias (periodo de determinacao do balanco energetico) racao ad libitum ou 50% do ingerido pelos seus respectivos controle, formando entao quatro grupos experimentais para cada modelo de obesidade (controle, obeso, controle restrito e obeso restrito). Todos os animais foram mantidos em gaiolas individuais, em bioterio com temperatura e ciclo claro-escuro controlados. Durante todo o periodo experimental, foram aferidos o peso corporal e a inGestão alimentar dos animais. Durante os 30 dias de determinacao do balanco energetico, as fezes dos animais foram coletadas e mantidas em geladeira para posterior analise. Ao termino deste periodo os animais foram sacrificados e suas carcacas foram utilizadas para analise calorimetrica e determinacao da composicao corporal. Resultados: Tanto os animais que ingeriram racao hipercalorica quanto os submetidos a lesao hipotalamica apresentaram aumento no teor de gordura corporal, confirmando a eficacia dos modelos no desenvolvimento da obesidade. Quando submetidos a restricao alimentar, tanto os animais controle quanto os obesos de ambos os modelos apresentaram significativa perda de peso e energia corporal, diminuicao da energia metabolizavel e reducao do gasto energetico e efiCiência metabolica e teor lipidico na carcaca, quando comparados aos seus respectivos controle nao restritos. A reducao no gasto de energia apresentada pelos animais obesos de ambos os modelos, foi significativamente menor que a apresentada pelos animais controle restritos (nao obesos) em relacao aos seus respectivos controles. Conclusoes: Com base nos resultados obtidos, podemos sugerir que o mecanismo de conservacao de energia apresentado na vigencia de restricao alimentar: esta presente em animais obesos, entretanto, apresenta-se menos eficiente nestes animais; por ser menos eficiente, leva a uma maior perda de peso e de gordura corporal em animais obesos em restricao; possivelmente seja mediado pela quantidade de gordura disponivel
Palavra-chave Animais
Metabolismo Energético
Restrição Calórica
Obesidade
Núcleo Hipotalâmico Ventromedial
Dieta Hiperlipídica
Ratos Wistar
Animais
Idioma Português
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 120 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 120 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23034

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta