Vivências de jovens adolescentes soropositivos para o HIV/AIDS, acompanhados em serviços especializados na cidade de São Paulo.

Vivências de jovens adolescentes soropositivos para o HIV/AIDS, acompanhados em serviços especializados na cidade de São Paulo.

Título alternativo Experiences of adolescents with HIV/AIDS, followed in specialized sites in São Paulo city
Autor Galano, Eliana Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Machado, Daisy Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Pediatria e ciências aplicadas à pediatria – São Paulo
Resumo Os adolescentes que adquiriram HIV/aids por via vertical apresentam necessidades psicossociais e particularidades distintas dos adultos ou jovens que contrairam a doenca no periodo da adolescencia e, portanto, devem ser estudados separadamente. Este estudo teve como objetivo explorar os significados atribuidos pelos jovens sobre oviver a adolescencia com o HIVo, em um grupo de pacientes que adquiriu a infeccao ao nascimento, e os elementos implicados na adesao ao tratamento antirretroviral. Trata-se de pesquisa de natureza qualitativa, envolvendo 20 sujeitos (13 a 20 anos), acompanhados em servicos especializados no tratamento da aids pediatrica em São Paulo, Brasil. Foram realizadas entrevistas cujo roteiro foi composto por questoes abertas sobre suas historias pessoais, dificuldades e experiencias que enfrentam diante da infeccao pelo HIV/aids. Os resultados mostraram que o oser normalo e oser diferenteo foram questoes centrais no discurso dos participantes. Nesse sentido, a referencia a normalidade foi evidenciada pelas narrativas que igualam seu cotidiano ao de outros adolescentes que nao convivem com a doenca: eles trabalham, estudam, passeiam e interagem com familiares e amigos. Entretanto, a condicao de uma vida normal e garantida mediante a responsabilidade dos cuidados com a Saúde e a ressalva de que seja mantido o segredo do diagnostico. Quando se trata das questoes sobre sexualidade e envolvimentos amorosos, alem do desafio com a divulgacao ao parceiro, sao nitidas as preocupacoes com a transmissao do virus. As respostas sobre cuidados de Saúde apontam que a adesao ao tratamento e um processo dinamico e envolve momentos de maior ou menor interesse em relacao a tais cuidados. Emerge com grande forca nos relatos o cansaco diante das medicacoes e, por vezes, o desejo de suspende-las. Entretanto, a maioria esta consciente de que seguir as recomendacoes prescritas e a condicao necessaria para a manutencao de uma boa qualidade de vida. Os adolescentes possuem planos e projetos, como namorar, constituir familia, trabalhar, estudar e adquirir independencia. Apesar do HIV ser considerado um agente estressor, prevaleceram perspectivas positivas diante do futuro. O cuidado integral da Saúde do adolescente deve contemplar todas as experiencias e dificuldades no cotidiano desses jovens e nao apenas a prevencao de enfermidades e adesao a terapia antirretroviral
Palavra-chave Adolescente
HIV
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Transmissão Vertical de Doença Infecciosa
Pesquisa Qualitativa
Acontecimentos que Mudam a Vida
Terapia Antirretroviral de Alta Atividade
Sexualidade
Revelação da Verdade
Adolescente
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 163 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 163 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23021

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta