Exercícios de função vocal e uso de amplificador de voz: ensaio clínico randomizado

Exercícios de função vocal e uso de amplificador de voz: ensaio clínico randomizado

Título alternativo Vocal Function Exercises and use of voice amplifier randomized clinical trial
Autor Teixeira, Leticia Caldas Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Behlau, Mara Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Distúrbios da comunicação humana (fonoaudiologia) – São Paulo
Resumo Objetivo: avaliar a efetividade dos Exercicios de Funcao Vocal e do uso do amplificador de voz, acrescidos de orientacoes para higiene vocal em professoras com disfonia comportamental. Metodos: 162 professoras foram distribuidas aleatoriamente em tres grupos, com igual numero de participantes: Grupo Exercicios de Funcao Vocal (GEFV), grupo uso do amplificador vocal (GAV), e grupo controle (GC). As intervencoes tiveram a duracao de seis semanas, realizadas por graduandos de Fonoaudiologia, treinados. O GC nao recebeu intervencao no periodo. Os desfechos aferidos antes e um mes apos o termino das intervencoes foram os escores das dimensoes do Protocolo do Perfil de Participacao e Atividades Vocais - PPAV, as medidas acusticas de F0, jitter, shimmer e NHR, o grau de desvio da qualidade da voz e o padrao laringeo na analise visual otorrinolaringologica. As avaliacoes perceptivo-auditiva da qualidade vocal e perceptivo-visual do padrao laringeo e da analise foram realizadas por juizes fonoaudiologas e otorrinolaringologistas, respectivamente e de forma cega quanto a condicao do exame (pre ou pos-intervencao). Resultados: grupos eram comparaveis quanto a idade, carga horaria e ciclo de ensino. Os resultados intragrupos mostraram que apenas o GEFV apresentou mudancas efetivas em todas as dimensoes avaliadas. O GAV mostrou mudancas efetivas em algumas dimensoes do PPAV e em alguns parametros da analise acustica. Os resultados intergrupos mostraram que o GEFV apresentou mudancas positivas em todas as dimensoes do PPAV em relacao ao GC. O GAV quando comparado ao controle mostrou tambem resultados positivos em algumas dimensoes do PPAV. Quanto ao desfecho da analise acustica intergrupos, apenas a F0 ficou mais elevada para o GEFV, porem sem significado clinico. Segundo a avaliacao perceptivo-auditiva da voz intergrupos houve um gradiente de melhora com as intervencoes, maior para o GEFV seguido do GAV. No desfecho do padrao laringeo houve diferenca intergrupos apenas para o GEFV em relacao ao controle. A proporcao de melhora no GEFV foi maior em relacao ao GAV e a significancia entre os dois limitrofe. Considerando-se o desfecho laringeo e do PPAV houve maior progresso no GEFV em relacao aos outros grupos. O risco relativo (RR) de melhora para o GEFV foi 2,75 vezes maior comparado ao GC e 1,57 vezes maior comparado GAV e eficacia da intervencao terapeutica com os EFV foi de 50% comparado ao controle e de 36,4% comparado ao GAV para o desfecho PPAV. No desfecho laringeo, o RR para o GEFV foi 4,2 vezes maior em relacao ao GC e 1,9 vezes maior do que GAV. A eficacia da intervencao terapeutica com os EFV foi de 32,7% comparado ao controle e de 23,3% em relacao ao grupo amplificador de voz. O numero necessario para tratar (NNT) mostrou que se previne um caso de piora da autopercepcao vocal em cada tres pacientes com disfonia comportamental que se submetem aos EFV e em cada cinco pacientes que se submetem ao uso do amplificador vocal para ambos os desfechos. Conclusao: os Exercicios de Funcao Vocal e o uso do Amplificador Vocal com cuidados de higiene vocal apresentam evidencias de efetividade manifestadas em diferentes dimensoes. O exercicio de funcao vocal e superior ao uso do amplificador vocal considerando-se a autopercepcao do impacto da disfonia, a qualidade de voz e o padrao laringeo. O uso do amplificador de voz promove mudancas efetivas restritas a autopercepcao do impacto da disfonia. A ausencia de uma intervencao terapeutica, piora a disfonia comportamental em professores
Palavra-chave Humanos
Voz
Disfonia
Resultado do Tratamento
Efetividade
Ensaio Clínico
Docentes
Humanos
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 101 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 101 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23020

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta