Quantificacao dos glicosaminoglicanos sulfatados no endometrio de mulheres com Sindrome dos Ovarios Policisticos

Quantificacao dos glicosaminoglicanos sulfatados no endometrio de mulheres com Sindrome dos Ovarios Policisticos

Título alternativo The evaluation of endometrial sulfate glycosaminoglycans in polycystic ovary syndrome women
Autor Giordano, Mario Vicente Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: analisar e quantificar os glicosaminoglicanos sulfatados (heparam sulfato, dermatam sulfato e condroitim sulfato) no endometrio de mulheres com sindrome dos ovarios policisticos (SOP) comparando-os com o de mulheres sem a sindrome e que apresentavam ciclos menstruais regulares, denominado grupo controle (GC). Pacientes e metodos: Estudo transversal caso-controle. O diagnostico da SOP foi baseado nos criterios da Androgen Excess Polycystic Ovary Syndrome Society (AE-PCOS, 2006). Foram incluidas 10 pacientes com SOP denominadas GSOP e oito pacientes do grupo controle, denominadas GC. Inicialmente, analisamos os dados clinicos (ciclos menstruais e indice de massa corporea), metabolicos (glicemia de jejum, colesterol total e fracoes, triglicerideos), hormonais (testosterona total e livre, insulina basal, androstenediona, sulfato de deidroepiandrosterona, 17-hidroxiprogesterona, hormonio estimulante da tireoide, prolactina, hormonio foliculo estimulante, hormonio luteinizante) e o estudo morfologico do endometrio nos dois grupos. Para as analises morfologicas e bioquimicas foram realizadas biopsias endometriais, obtidas com auxilio da video-histeroscopia. A biopsia foi realizada em qualquer periodo do ciclo menstrual no GSOP, pois todas estavam em amenorreia e, na fase proliferativa do ciclo menstrual, no GC. A identificacao e quantificacao dos glicosaminoglicanos no endometrio foram realizadas pelas analises bioquimicas, pelo metodo de eletroforese em gel de agarose. Utilizou-se o teste de Kolmogorov-Smirnov para avaliacao da normalidade das variaveis. Os testes t de Student e Mann-Whitney foram utilizados para as variaveis quantitativas. O teste de Pearson foi realizado para avaliar a correlacao entre heparam sulfato e o indice de massa corporea, idade, tempo sem menstruacao e insulina basal. Um valor de p<0,05 foi considerado estatisticamente significativo. Resultados: O endometrio de mulheres com SOP apresentou infiltrado leucocitario mais intenso do que as mulheres com ciclo menstrual regular. No GSOP houve elevacao significativa nas concentracoes do heparam sulfato no endometrio (p<0,05). Nao houve diferenca nas concentracoes do condroitim sulfato entre os dois grupos (p=0,77). Houve correlacao significativa e positiva entre o HS e o tempo sem menstruacao (p<0,001) e o indice de massa corporea (p=0,03). Houve correlacao significativa e negativa entre o HS e a idade (p=0,01). Nao houve associacao entre o HS e os niveis insulinemicos (p=0,08). Conclusao: Mulheres com SOP apresentam concentracoes elevadas de heparam sulfato e leucocitos no tecido endometrial quando comparadas com mulheres com ciclos menstruais regulares
Palavra-chave Humanos
Endométrio
Infertilidade Feminina
Síndrome do Ovário Policístico
Glicosaminoglicanas
Heparitina Sulfato
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 110 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 110 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23017

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta