Efeito da alta concentracao de glicose e de insulina sobre a funcao de osteoblastos in vitro

Efeito da alta concentracao de glicose e de insulina sobre a funcao de osteoblastos in vitro

Título alternativo Effect of high glucose and insulin concentrations on osteoblasts function in vitro
Autor Cunha, Juliana de Souza Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Alteracoes no tecido osseo sao comuns em pacientes diabeticos e podem ser mais severas quando associadas a doenca renal cronica, entretanto a fisiopatologia das doencas osseas em consequencia ao Diabetes mellitus (DM) nao esta totalmente esclarecida. Utilizando modelo in vitro, avaliou-se o efeito do excesso de glicose, de insulina e de ambos na funcao de osteoblastos de linhagem imortalizada de camundongo, MC3T3-E1. Apos a diferenciacao as celulas foram estimuladas com alta concentracao (30mM) de glicose, de insulina (50nM), ou de ambos bem como de manitol (controle osmotico, 30 mM) durante 24h. A expressao do RNAm do colageno tipo 1 (COL1), principal componente da matriz organica ossea, do RANKL, responsavel pela ativacao dos osteoclastos, da osteoprotegerina (OPG), principal inibidor do RANKL e da fosfatase alcalina (FAL), marcador de mineralizacao ossea foram estimados por PCR quantitativo em tempo real. A expressao proteica do COL 1 tambem foi avaliada por Western Blot e a capacidade de mineralizacao foi avaliada pela coloracao de von Kossa. A alta concentracao de glicose induziu um aumento na expressao do RANKL (2X) e um aumento substancial da OPG (30X). A expressao genica do COL1 foi aumentada em 12X, com padrao similar na expressao proteica enquanto que a expressao da FAL reduziu em 50%, indicando um deficit na mineralizacao, o que foi confirmado pela coloracao de von Kossa. Esses resultados sugerem um desbalanco entre a producao de matriz organica e a taxa de mineralizacao. O grupo estimulado simultaneamente com glicose e insulina mostrou um resultado menos significante em relacao ao grupo glicose e nao foi capaz de normalizar os parametros avaliados, sugerindo fraca interferencia da insulina na captacao de glicose por essas celulas. De fato a expressao do GLUT4, transportador de glicose regulado pela insulina e desprezivel em osteoblastos, os quais expressam predominantemente o transportador de glicose independente de insulina (GLUT1), cuja expressao nao foi alterada pela glicose ou pela insulina. O manitol induziu resultados similares aos da glicose, sugerindo que a hiperosmolaridade per se pode ser capaz de alterar a funcao de osteoblastos. Em conclusao, a defiCiência no processo de mineralizacao da matriz organica pode ser um mecanismo relevante na fragilidade ossea induzida pelo diabetes. Esta alteracao funcional dos osteoblastos parece ser dependente da hipertonicidade, mais do que um efeito do metabolismo da glicose
Palavra-chave Osteoblastos
Diabetes Mellitus
Insulina
Glucose
Idioma Português
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 56 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 56 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/23001

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta