Analise proteomica do plasma seminal de adolescentes com e sem varicocele

Analise proteomica do plasma seminal de adolescentes com e sem varicocele

Título alternativo Proteomic analysis of seminal plasma in adolescents with and without varicocele
Autor Zylbersztejn, Daniel Suslik Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A varicocele, definida como uma dilatacao anormal das veias testiculares e de aparecimento peripuberal, acomete cerca de 25% dos adolescentes. Essa doenca e a principal causa tratavel de infertilidade masculina. A principal indicacao de correcao cirurgica da varicocele em adolescentes baseia-se na evidencia de retardo do crescimento testicular ipsilateral a varicocele ou, na sua ausencia, em seguimentos anuais com espermograma para deteccao de alteracoes seminais. Com o advento da proteomica, uma das formas de estudar o funcionamento dos sistemas biologicos, tornou-se possivel identificar e caracterizar proteinas envolvidas na regulacao da funcao espermatica existentes no plasma seminal. Objetivos: Comparar o perfil proteomico do plasma seminal de pacientes com varicocele e alteracao na qualidade seminal com pacientes com varicocele sem alteracao seminal e com controles sem varicocele. Metodo: Os adolescentes foram recrutados na Escola SENAI - São Paulo no periodo compreendido entre 2009 e 2010, sendo todos examinados por um unico urologista e recrutados para o estudo 67 meninos. Os adolescentes foram distribuidos em tres grupos distintos: grupo controle (em varicocele ou varicocele grau I) com 21 individuos, grupo varicocele com semen normal (VSN) com 28 individuos e grupo varicocele semen alterado (VSA) com 18 individuos. Duas amostras seminais de cada adolescente foram obtidas e analisadas de acordo com os parametros da OMS de 1999 e morfologia segundo Kruger (1986) com um periodo entre coletas de uma semana. O perfil proteomico do plasma seminal foi avaliado inicialmente atraves de eletroforese bidimensional de proteinas em gel de poliacrilamida. As proteinas foram quantificadas e amostradas em pools de amostras de cada grupo. Em seguida as amostras foram avaliadas em quadruplicatas. As proteinas foram separadas por eletroforese bidimensional de proteinas em uma fita de 18cm, pI 3-10 em gel de gradiente 10-17,5%. Os geis foram corados, digitalizados e comparados atraves do ImageMaster 2D platinum 7.0. Os spots de interesse (estatisticamente diferentes entre os grupos) foram retirados dos geis e as proteinas foram identificadas atraves de ESI-Quad-ToF MS/MS (espectrometria de massas) utilizando o software Mascot para a busca em banco de dados. O site do UniProt (SWISSPROT) foi consultado para identificacao final das proteinas. Resultados: Como resultado da eletroforese bidimensional, 322 spots foram identificados e 47 spots de interesse foram removidos para posterior analise com espectrometria de massas. Deste total, 4 spots mostraram-se comuns aos 3 grupos, 4 exclusivos aos grupos Controle e VSA, 1 exclusivo ao grupo VSN e VSA, 27 exclusivos ao grupo controle, 5 exclusivos ao grupo VSN e 6 exclusivos ao grupo VSA. Conclusao: A varicocele clinica com ou sem alteracao seminal promove alteracoes no perfil proteico do plasma seminal. As diferencas das expressoes proteicas entre adolescentes com e sem varicocele devem ser estudadas para o melhor entendimento de suas funcoes junto ao espermatozoide, promovendo a aquisicao de biomarcadores precoces de dano a funcao espermatica
Palavra-chave Adolescente
Humanos
Varicocele
Infertilidade Masculina
Análise do Sêmen
Estresse Oxidativo
Proteoma
Adolescente
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 79 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 79 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22968

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta