Indicadores do estado do ferro, proteínas de fase aguda e indicadores da inflamação na doença de Crohn e colite ulcerativa em crianças e adolescentes, no diagnóstico, na remissão e durante o tratamento da doença

Indicadores do estado do ferro, proteínas de fase aguda e indicadores da inflamação na doença de Crohn e colite ulcerativa em crianças e adolescentes, no diagnóstico, na remissão e durante o tratamento da doença

Título alternativo Iron status, acute phase proteins and indicators of inflammation in Crohn disease and ulcerative colitis in children and adolescents in diagnosis, remission and during the treatament
Autor Correa, Fernanda Ferreira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Sdepanian, Vera Lucia Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Avaliar os indicadores do estado corporal do ferro, as proteinas de fase aguda e os indicadores da inflamacao, em criancas e adolescentes com doenca inflamatoria intestinal, no diagnostico e na remissao da doenca. Metodos: Estudaram-se pacientes com doenca de Crohn ou colite ulcerativa, com idade media de 12,1 anos; 38 deles no diagnostico, 43 em fase de remissao da doenca e 35 controles saudaveis. Investigaram-se os indicadores do estado do ferro, as proteinas de fase aguda e os indicadores da inflamacao. Resultados: A proporcao de anemicos no grupo diagnostico (57,9%) foi maior do que no grupo remissao (18,6%). RDW, receptor de transferrina, capacidade total de ligacao do ferro, razao entre receptor de transferrina/ferritina (indicadores do estado corporal do ferro), ferritina (proteina de fase aguda), velocidade de hemossedimentacao, interleucina-6 e plaquetas (indicadores da inflamacao) apresentaram concentracoes estatisticamente maiores no grupo diagnostico comparados com o grupo remissao. Consideraram-se fatores independentes correlacionados com a hemoglobina: receptor de transferrina, velocidade de hemossedimentacao, plaquetas, razao entre o receptor de transferrina/ferritina e transferrina. Conclusoes: Foi possivel diferenciar o grupo diagnostico do grupo remissao por meio dos indicadores do estado corporal do ferro u RDW, receptor de transferrina, ferro serico, capacidade total de ligacao do ferro e razao entre o receptor de transferrina/ferritina u, das proteinas de fase aguda u ferritina e albumina u, e dos indicadores da inflamacao u velocidade de hemossedimentacao, interleucina-6 e plaquetas. Os fatores associados a hemoglobina foram receptor de transferrina, velocidade de hemossedimentacao, plaquetas, razao entre o receptor de transferrina/ferritina e transferrina.
Palavra-chave Doença de Crohn
Colite Ulcerativa
Deficiência de Ferro
Reação de Fase Aguda
Criança
Idioma Português
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 92 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 92 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22947

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta