Expressão de genes relacionados as subpopulações de linfócitos t reguladores e th17 em sangue periférico de pacientes submetidos ao transplante de células hematopoéticas: importância prognóstica na doença do enxerto contra hospedeiro.

Expressão de genes relacionados as subpopulações de linfócitos t reguladores e th17 em sangue periférico de pacientes submetidos ao transplante de células hematopoéticas: importância prognóstica na doença do enxerto contra hospedeiro.

Título alternativo Expression of genes related to subpopulations of regulatory T lymphocytes and Th17 cells in peripheral blood of patients undergoing hematopoietic cell transplantation: prognostic significance in chronic graft versus host
Autor Cabral, Camila Marca De Veiga Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Kerbauy, Fábio Rodrigues Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (hematologia) – São Paulo
Resumo Introdução: Apesar de todos os avancos relacionados ao Transplante de celulas hematopoeticas (TCH), a doenca do enxerto contra hospedeiro (DECH) continua a ser uma complicacao frequente, repercutindo diretamente na morbimortalidade relacionada ao transplante. Os linfocitos T reguladores (Treg) desempenham papel fundamental na manutencao da auto-tolerancia imunologica e sua recuperacao adequeda em numero e funcao apos o TCH, seria fator importante para o efetico controle de linfocitos T citotoxicos e ausencia de DECH. Mais recentemente, as celulas Th17 parecem contribuir para o desenvolvimento da DECH atraves do aumento da producao de citocinas pro-inflamatorias e recrutamento de linfocitos Th1 em orgaos linfoides na fase inicial apos o TCH. Entretanto, grande parte do conhecimento a respeito do papel das celulas Treg e, principalmente Th17 na DECH vem de modelos experimentais em camundongos e os resultados em humanos ainda sao bastante divergentes. Objetivos: 1) Avaliar a expressao de gene especifico para caracterizacao da subpopulacao de linfocitos Treg (FOXP3) e linfocitos Th17 (RORt) em amostras de sangue periferico obtidas de pacientes submetidos a TCH alogenico de doador HLA-identico aparentado. 2) Correlacionar o perfil de expressao dos genes FOXP3 e RORt com a presenca ou ausencia de DECH na populacao estudada. Pacientes e Metodos: cinquenta e um pacientes submetidos ao transplante de celulas hematopoeticas (TCH) alogenico HLA-identicos foram incluidos no estudo. Amostras de sangue periferico foram coletadas pre-TCH, no momento da DECH aguda, no momento da DECH cronica e no D+90 dias pos-TCH naqueles que nao tiveram sinais clinicos de DECH aguda. A expressao dos genes FOXP3 e RORt, como principais representantes das subpopulacoes de linfocitos Treg e Th17, respectivamente, foi avaliada por PCR quantitativo em tempo real (qPCR). Resultados: Foram avaliados 51 pacientes neste estudo, sendo todos os pacientes submetidos a TCH alogenico aparentado HLA-identico, com idade mediana de 36 anos (16-69). As leucemias agudas/Sindrome mielodisplasica foram as principais indicacoes de TCH (61%), assim como predominaram a utilizacao de fonte periferica de celulas hematopoeticas (77%), condicionamento mieloablativo (82%) e como regime preparatorio para o TCH a combinacao de bussulfano e ciclofosfamida (51%). Durante o tempo de seguimento, o tempo mediano de Sobrevida Global e Sobrevida Livre de Progressao foi de 43.3 meses e 33 meses, respectivamente. A mortalidade nao relacionada a recaida foi de 31.4% em 1 ano, sendo a DECH cronica a principal causa de obito (31%). A incidencia cumulativa de DECH aguda em 100dias foi de 45.1% e de DECH cronica de 58.8% em 1 ano. O acometimento de dois ou mais orgaos na DECH-A (96%) e DECH-C (71%) predominou. Quanto a classificacao, 48% dos pacientes com DECH-A foram Grau II e a maioria dos pacientes com DECH-C (74%) foram classificados como grave. Foi observado menor expressao do gene FOXP3 no momento da DECH-A (p=0.003) e DECH-C (p= 0.039) ao realizar analise pareada com suas respectivas amostras do pre-TCH. Nao houve alteracao da expressao do gene RORt no momento da DECH aguda e cronica. Nao foram encontradas diferencas estatisticamente significantes da expressao dos genes FOXP3 e RORt nos diferentes graus de severidade da DECH aguda ou cronica. Da mesma forma que nao demonstraram ser uma ferramenta na predicao de desfechos clinicos na DECH-A. Conclusoes: Houve diminuicao da expressao do gene FOXP3 nas amostras no momento da DECH-A e DECH-C comparativamente as suas respectivas amostras pre-TCH em pacientes submetidos ao TCH alogenico aparentado HLA-identico. Nao houve alteracao na expressao do gene RORt no momento da DECH, tanto aguda quanto cronica, quando comparado ao grupo controle e ao grupo de pacientes sem sinais clinicos de DECH submetidos ao TCH alogenico aparentado HLA-identico. A expressao de FOXP3 e de RORt nao se correlacionou ao prognostico da DECH, nao predizendo mortalidade.
Palavra-chave Transplante de Células-Tronco Hematopoéticas
Linfócitos T Reguladores
Linfócitos T
Doença Enxerto-Hospedeiro
Expressão Gênica
Idioma Português
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 148 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 148 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22936

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta