Avaliação do estado nutricional e da composição corporal das crianças índias do Alto Xingu e da etnia Ikpeng

Avaliação do estado nutricional e da composição corporal das crianças índias do Alto Xingu e da etnia Ikpeng

Título alternativo Nutritional status and body composition of two South American native populations - Alto Xingu and Ikpeng
Autor Fagundes, Ulysses Autor UNIFESP Google Scholar
Kopelman, Benjamin Israel Autor UNIFESP Google Scholar
Oliva, Carlos Alberto Garcia Autor UNIFESP Google Scholar
Baruzzi, Roberto Geraldo Autor UNIFESP Google Scholar
Fagundes-Neto, Ulysses Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVES: To assess the nutritional and body composition of two Brazilian indigenous populations by comparing their nutritional status. METHODS: 95 children from Alto Xingu and 69 from Ikpeng were evaluated, ages ranged from 24 to 117 months. The study was performed in the Xingu Indigenous Park. Data collected were: age, weight, height, skin folds, arm circumference, resistance and reactance. The z-scores were calculated and classified according to the parameters defined by the National Center for Health Statistics (NCHS 2000). Shortness was defined as length or stature below -2, underweight as body mass index below -2, and overweight as body mass index above 2. RESULTS: Among children from Alto Xingu, the prevalence of shortness was 8.4%, while among Ikpengs the prevalence was 37.7% (p < 0.001). Underweight was diagnosed in 12.5% of Ikpeng's children. Values of fat-free mass were greater for children from Alto Xingu and no case of obesity was found. CONCLUSION: In this study, Ikpeng's children showed higher incidences of short stature and low weight than the Altoxingu's children. Data regarding body composition have greater values among children from Alto Xingu, thus we conclude that nutritional status among children from Alto Xingu is better than the one found among the Ikpeng's children.

OBJETIVOS: Avaliar o estado nutricional e a composição corporal de crianças índias das populações alto-xinguana e Ikpeng, comparando as populações. MÉTODOS: Avaliamos 95 crianças do Alto Xingu e 69 Ikpeng com idades entre 24 e 117 meses. Obtivemos dados sobre idade, peso, estatura, pregas cutâneas, circunferência do braço e impedância bioelétrica. Calculamos escores z para peso, estatura e estimativas da composição corporal. Tendo como referência o NCHS 2000, determinamos diagnóstico de baixo peso e baixa estatura como sendo inferior a -2 escores z para os indicadores peso/idade ou índice de massa corporal/idade e estatura/idade, respectivamente. Para obesidade, o ponto de corte foi 2 escores do indicador índice de massa corporal/idade. As massas corporais magra e gordurosa foram calculadas a partir de duas equações validadas na literatura. RESULTADOS: Diagnosticamos baixa estatura em 8,4% das crianças do Alto Xingu e em 37,7% das Ikpeng (p < 0,001). Baixo peso foi verificado apenas entre as crianças Ikpeng (12,5%). Para os dados relativos à composição corporal, verificamos que as crianças do Alto Xingu apresentaram valores estimados de massa corporal magra superiores aos das crianças Ikpeng (p < 0,05). Na amostra estudada, nenhuma criança apresentou obesidade. CONCLUSÕES: Crianças Ikpeng apresentaram incidências de baixo peso e baixa estatura maiores do que a população do Alto Xingu. Quando a comparação ocorreu para valores relativos à composição corporal, crianças alto-xinguanas apresentaram valores maiores. Portanto, o estado nutricional observado entre as crianças alto-xinguanas foi melhor do que o das crianças Ikpeng, independentemente do critério utilizado, dentre os disponíveis neste estudo.
Palavra-chave Anthropometry
body composition
child
South American natives
antropometria
composição corporal
criança
índios sul-americanos
Idioma Português
Data de publicação 2004-12-01
Publicado em Jornal de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria, v. 80, n. 6, p. 483-489, 2004.
ISSN 0021-7557 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Pediatria
Extensão 483-489
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572004000800010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0021-75572004000800010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2288

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0021-75572004000800010.pdf
Tamanho: 162.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta