Analise dos perfis proteomico e lipidomico do liquido folicular de pacientes com endometriose e seus endometriomas submetidas ao tratamento de fertilizacao in vitro

Analise dos perfis proteomico e lipidomico do liquido folicular de pacientes com endometriose e seus endometriomas submetidas ao tratamento de fertilizacao in vitro

Autor Regiani, Thais Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Determinar o perfil proteico e lipidico do liquido folicular de pacientes com endometriose e endometrioma submetidos ao tratamento de fertilizacao in vitro determinando assim possiveis candidatos proteicos e lipidicos para a endometriose. Metodos: Amostras do liquido folicular de 10 mulheres com endometriose grau III ou IV, diagnosticadas por videolaparoscopia, e seus respectivos endometriomas ovarianos, foram coletadas. O grupo controle foi composto por 10 mulheres que tiveram sucesso na gravidez apos o tratamento de fertilizacao in vitro. Para proteomica as amostras foram agrupadas em pools, de acordo com a concentracao de proteinas das mesmas e para essa analise utilizou-se a tecnica de 2D nanoUPLC-ESI-MSE. O processamento dos espectros e a identificacao das proteinas, foram realizados com auxilio do software ProteinLynx Global Server v.2.5 (PLGS). As redes biologicas foram produzidas no programa Cytoscape 2.8.2 com o plugin ClueGO. Para a analise de lipidomica, realizou-se a extracao de lipideos, utilizando o protocolo de Bligh e Dyer. A fase apolar foi analisada por um espectrometro do tipo ESI-QTOF, em modo positivo e a analise estrutural dos possiveis biomarcadores foram realizadas por analise de MS/MS. Resultados: Um total de 535 proteinas foram identificadas e quantificadas. Entre as proteinas exclusivas e/ou diferencialmente expressas, 33 pertencem ao grupo Controle, 41 ao grupo Endometriose (OSE) e 212 ao grupo Endometrioma (OMA). Pela analise de enriquecimento funcional pode-se observar no grupo OSE a presenca de funcoes de regulacao relacionadas a secrecao de citocinas, processos de coagulacao, transporte, ligacao e metabolismo de esteroides. No grupo OMA foi possivel encontrar proteinas relacionadas ao aumento dos danos de DNA, ao processo inflamatorio, estresse oxidativo, apoptose e producao exacerbada de especies reativas ao oxigenio. Na analise de lipidomica, no grupo controle foram encontradas fosfatidilglicerol fosfato, fosfatidilcolina, fosfatidilserina e fosfatidilnositol bifosfato. Nos grupos de estudo as subclasses lipidicas hiper-representas foram: fosfatidilcolina e esfingomielina. Conclusoes: O perfil de proteinas e lipideos e diferente entre mulheres com e sem endometriose. As alteracoes de ambos os perfis do liquido folicular mostraram que essa doenca pode afetar a fisiologia folicular.
Palavra-chave Endometriose
Proteômica
LIPIDOMICA
Líquido Folicular
Fertilização In Vitro
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 109 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 109 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22879

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta