Diversidade Genética do gene da protease do HIV-1 após único ciclo de replicação em linfócitos T CD4+ ativados e não ativados.

Diversidade Genética do gene da protease do HIV-1 após único ciclo de replicação em linfócitos T CD4+ ativados e não ativados.

Título alternativo Genetic diversity of the protease gene of HIV-1 after single cycle of replication in CD4 + T lymphocytes activated and non-activated
Autor Oliveira, Andre Lanna Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Janini, Luiz Mario Ramos Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Infectologia – São Paulo
Resumo O HIV-1 e um virus da familia retoviridae constituido por duas fitas de RNA e o agente causador da AIDS. Esse virus possui ampla diversidade genetica devido ao fato de sua enzima transcriptase reversa nao possuir atividade de correcao de erro (proofreading) durante o processo de replicacao viral, alem disso, o HIV-1 realiza recombinacao genica durante o processo de transcricao reversa e possui alto indice replicativo. Por constituir grandes populacoes e alto indice mutagenico, o HIV-1 adquire alta variabilidade que resulta em um espectro de virus que exibem diferencas no tropismo celular, replicacao, indice de transmissao e na patogenicidade celular. Dessa forma, cada populacao viral geneticamente diversificada possui mecanismos de escape as pressoes seletivas do hospedeiro como resistencia e escape aos anticorpos. Este estudo teve como principal finalidade avaliar a diversidade genetica do gene da protease do HIV-1 em um grupo de celulas T CD4+ ativadas e nao ativadas e em tempos de infeccao e MOIs diferentes apos um unico ciclo viral na celula hospedeira. Para a avaliacao utilizamos linfocitos TCD4+ purificados a partir de PBMCs extraidas do sangue periferico e as celulas foram dividas em 3 grupos experimentais: celulas ativadas (AA), celulas em repouso (RR) e celulas que estavam no repouso e que foram ativadas apos a infeccao com HIV-1 (RA). Todos os grupos foram infectados com virus produzidos a partir de um clone molecular. Em seguida foi realiada a Nested-PCR, o fragmento do gene Pol do HIV-1 foram inseridos em vetores de clonagem e sequenciados. A diversidade genetica foi confirmada durante as analises dos fragmentos gerados. Os resultados encontrados mostram que as celulas no estado de repouso podem ser infectadas pelo HIV-1 porem com uma menor efiCiência, alem disso, a verificacao de mutacoes ja no primeiro ciclo viral da infeccao demonstra a tendencia do estabelecimento de mutacoes nas fases iniciais da infeccao. Neste estudo a MOI nao contribuiram para o aumento da variabilidade genetica do HIV-1 apos um unico ciclo de replicacao
Palavra-chave Variação Genética
HIV
Protease de HIV
Idioma Português
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 68 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 68 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22873

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta