Expressão de antígenos Câncer-Testículo em Glioblastoma

Expressão de antígenos Câncer-Testículo em Glioblastoma

Título alternativo Cancer-Testis Antigens Expression in Glioblastoma
Autor Freitas, Marcelo Roberto Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Vettore, André Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (Hematologia) – São Paulo
Resumo Introdução: O glioblastoma (GBM) e o mais comum e agressivo entre os tumores primarios malignos do sistema nervoso em adultos. Apesar dos avancos terapeuticos, o prognostico dos pacientes que recebem o tratamento baseado em cirurgia, radioterapia e quimioterapia e sombrio, com uma mediana de sobrevida global de 15 meses. Portanto, o desenvolvimento de novas terapias se faz necessario, sendo a manipulacao do sistema imune contra o tumor uma alternativa promissora. Os antigenos cancer-testiculo (CTA) formam um grupo de peptideos cuja expressao esta restrita a tumores e as celulas da linhagem germinativa, o que os coloca como excelentes candidatos a alvos de vacinas antitumorais. Entretanto, poucos estudos avaliaram sistematicamente a expressao genica dos CTA em GBM. Objetivo: Avaliar o perfil de expressao de um grande numero de CTA em GBM. Metodo: Dentre os 153 genes CTA descritos, foram selecionados 30 potencialmente expressos em GBM e seus padroes de expressao foram avaliados por RT-PCR em uma serie de 48 GBM e 5 amostras de cerebro normal. A expressao da proteina CTCFL tambem foi avaliada por imuno-histoquimica. Resultados: Entre os CTA sem expressao no cerebro normal, ACTL8 (57%), OIP5 (54%), XAGE3 (44%) e CTCFL (15%) estavam frequentemente expressos em GBM, enquanto que mais de 85% dos tumores expressavam ao menos um destes quatro CTA. A coexpressao de dois ou mais CTA ocorreu em 49% dos casos. A expressao da proteina CTCFL foi detectada em 13% dos casos de GBM e foi negativa em amostras cerebrais normais. A expressao de OIP5 e a expressao de 3-4 CTA foram associadas a melhor sobrevida global, mediana de 48 versus 23 semanas (HR 0.53; IC 95% 0.28-1.01; p=0.032) e mediana de 100 versus 26 semanas (HR 0.36; IC 95% 0.17-0.74; p=0.017), respectivamente. Pela analise multivariada, a positividade para 3-4 CTA (p=0.044), radioterapia (p=0.010) e quimioterapia (p=0.001) foram fatores prognosticos independentes para sobrevida global. Conclusao: GBM frequentemente expressa ACTL8, OIP5, XAGE3 e CTCFL, sendo que uma porcentagem elevada de tumores expressa pelo menos um destes quatro CTA, o que abre uma perspectiva para a sua utilidade como alvos para imunoterapia. Alem disso, a positividade de RNAm para 3-4 CTA foi um preditor independente de melhor sobrevida global para pacientes com GBM
Palavra-chave Humanos
Glioblastoma
Expressão Gênica
Reação em Cadeia da Polimerase
Antígenos de Neoplasias
Humanos
Idioma Português
Financiador Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Número do financiamento FAPESP: 10/20218-2
Data de publicação 2013
Publicado em FREITAS, Marcelo Roberto Pereira. Expressão de antígenos Câncer-Testículo em Glioblastoma. 2013. 71 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2013.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 71 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22826

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-14019.pdf
Tamanho: 3.035MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta