Resposta humoral a LDL oxidada e ao peptídeo ApoB-D como biomarcador na doença hipertensiva

Resposta humoral a LDL oxidada e ao peptídeo ApoB-D como biomarcador na doença hipertensiva

Alternative title Humoral response to oxidized LDL and ApoB-D peptide as a biomarker in hypertension
Author Fonseca, Henrique Andrade Rodrigues da Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Izar, Maria Cristina de Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina (Cardiologia) - EPM
Abstract Introdução: A hipertensão arterial é considerada um importante fator de risco para eventos cerebrovasculares e coronarianos e seus mecanismos relacionados à ativação do sistema imune são semelhantes aos observados na progressão da aterosclerose, podendo haver participação tanto da resposta imune adaptativa quanto da resposta inata. Objetivos: Verificar a significância clínica da resposta imune humoral por autoanticorpos à LDL oxidada e ao peptídeo derivado da apolipoproteína B, o ApoB-D. Para tal desenvolveram-se três estudos que compõem esta tese. Métodos: (I) Estudo transversal onde foram recrutados 58 pacientes com hipertensão arterial apresentando valores de pressão arterial (PA) em metas pressóricas e pacientes fora das metas pressóricas; (II) Estudo transversal em que foram recrutados 88 pacientes com hipertensão arterial em estágio 1 divididos em três grupos de acordo com o índice de massa corporal (IMC); (III) Estudo prospectivo com recrutamento de 88 pacientes em estágio 1 e 2 de hipertensão arterial com seguimento de 12 semanas com o uso de três terapias anti-hipertensivas. Em todos os estudos foram avaliados MAPA de 24horas, autoanticorpos IgG anti-oxLDL, além dos títulos de IgG e IgM anti-ApoB-D e citocinas (IL-6, IL-8,IL-10), além de exames de função endotelial e bioquímicos. Resultados: (I) As variáveis de pressões arteriais sistólicas e diastólicas apresentaram relações inversas com os títulos de autoanticorpos IgG anti-oxLDL e positivas com os títulos IgG anti-ApoB-D. (II) Pacientes com hipertensão e com obesidade apresentam reduzidos títulos de autoanticorpos IgG anti-oxLDL e de IL-10, além de valores médios das pressões arteriais da MAPA serem associados aos títulos de autoanticorpos IgG anti-ApoB-D. (III) O tratamento anti-hipertensivo que reduziu os valores das médias da pressão arterial de 24 horas da MAPA não promoveu modificações nos os títulos de IgG anti-ApoB-D e citocinas, no entanto foi observada elevação nos títulos de autoanticorpos IgM anti-ApoB-D associado às mudanças na função endotelial. Conclusão: Títulos de autoanticorpos IgG antioxLDL revelam associações com variáveis metabólicas, bem como a pressão arterial, enquanto os títulos de autoanticorpos IgM anti-ApoB-D podem estar mais relacionados as modificações no endotélio.

Background: Hypertension is considered an important risk fator for coronary and cerebrovascular events and the mechanisms underlying immune system activation in hpertension are similar to those observed in the progression of atherosclerosis, with involvement of both innate and adaptive immunity. Objectives: To evaluate the clinical significance of the humoral immune responses by autoantibodies to oxidized LDL and apolipoprotein B derived peptide, the ApoB-D peptide. To address these questions, three studies were performed. Methods: (I) A transversal study including 58 patients with hypertension divided in two groups, with respect to achievement of blood pressure control; (II) A transversal study including 88 patients with hypertension in stage 1 divided in three groups, according to body mass index (BMI) categories; (III) A prospective study recruiting 88 patients with hypertension in stages 1 or 2, followed by 12 weeks and divided in three therapeutic arms. In all studies 24-h ambulatory blood pressure monitoring (ABPM), titers of autoantibodies to oxidized LDL (IgG) and the IgG and IgM titers of autoantibodies anti-ApoB-D peptide, cytokines (IL-6, IL-8,IL-10), endothelial function and biochemistry were performed. Results: (I) Systolic and diastolic blood pressure were inversely associated with titers of autoantibodies IgG antioxLDL and positively associated with autoantibodies IgG anti-ApoB-D. (II) Patients with hypertension and obesity present lower titers of autoantibodies IgG anti-oxLDL and IL-10, and association between mean 24-h blood pressure values with autoantibodies IgG anti-ApoB-D. (III) Antihypertensive treatments capable of reducing mean 24-h blood pressure values did not modify IgG antiApoB-D titers or cytokines, however, there was increase in titers of autoantibodies IgM anti-ApoB-D associated to changes in endothelial function. Conclusions: In subjects with hypertension, titers of autoantibodies of IgG type to oxidized LDL show associations with metabolic variables and blood pressure control, whereas the autoantibodies of IgM type anti-ApoB-D seem to be related to endothelial function.
Keywords Humanos
Receptores de LDL Oxidado
Autoanticorpos
Hipertensão
Peptídeos
Endotélio
Humanos
Language Portuguese
Sponsor Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Date 2013
Published in FONSECA, Henrique Andrade Rodrigues da. Resposta humoral à LDL oxidada e ao peptídeo ApoB-D como biomarcador na doença hipertensiva. 2013. 136 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2013.
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 134 p.
Access rights Open access Open Access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22810

Show full item record




File

Name: Tese-14002.pdf
Size: 1.951Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account