Citologia de impressão na ceratoconjuntivite primaveril

Citologia de impressão na ceratoconjuntivite primaveril

Título alternativo Impression cytology in vernal conjunctivitis
Autor Camargo, Gustavo Bueno de Google Scholar
Nishiwaki-dantas, Maria Cristina Google Scholar
Barros, Jeison de Nadai Autor UNIFESP Google Scholar
Lake, Jonathan Clive Google Scholar
Instituição Santa Casa de São Paulo
Santa Casa de São Paulo Ambulatório de Córnea e Doenças Externas
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To study conjunctival surface changes caused by chronic inflammation in vernal keratoconjunctivitis using impression cytology. METHODS: Samples of conjunctival epithelium were collected from 30 patients with vernal keratoconjunctivitis and 30 patients without ocular diseases that were used as a control group. Each sample was collected from the superior bulbar conjunctiva using filter paper with 0.45µm pores. The material was then fixed and dyed with PAS, HE, and modified Papanicolaou. The tissue was examined with an optical microscope evaluating the following parameters: polymorphonuclear cells, intercellular junctions, mucin, goblet cells, and nuclear/cytoplasm (N/C) ratios. Thereafter, each sample was graded using the Nelson classification. RESULTS: Samples from patients with vernal keratoconjunctivitis presented larger amounts of polymorphonuclear cells, smaller amounts of mucin, and more alterations in the nuclear/cytoplasm ratios than in the control group. The amount of goblet cells did not vary. The Nelson classification showed a general inflammatory involvement of the conjunctiva in vernal keratoconjunctivitis. CONCLUSION: Impression cytology was able to evaluate and characterize the degree of inflammatory involvement of the conjunctiva in vernal keratoconjunctivitis.

OBJETIVO: Estudar as alterações conjuntivais provocadas pela inflamação crônica na ceratoconjuntivite primaveril por meio da citologia de impressão. MÉTODOS: Foram analisadas amostras do epitélio conjuntival de 30 pacientes com ceratoconjuntivite primaveril e 30 indivíduos normais. O material foi colhido da conjuntiva bulbar superior, utilizando papel de filtro com poros de 0,45 µm. Em seguida, o material foi fixado e, após 4 dias, corado com PAS, hematoxilina eosina e Papanicolaou modificado. A leitura das lâminas foi realizada por meio de microscopia óptica e foram avaliados os seguintes parâmetros: células polimorfonucleares, junções intercelulares, mucina, células caliciformes e relação núcleo/citoplasma. Após isso, cada lâmina foi graduada segundo a escala de Nelson. O nível de significância estatística foi de 5%. RESULTADOS: Nos casos com ceratoconjuntivite primaveril observaram-se mais células polimorfonucleares, maior comprometimento das junções intercelulares, menor quantidade de mucina e maior alteração na relação núcleo/citoplasma que no grupo controle. Não houve diferença na quantidade de células caliciformes. A graduação pela escala de Nelson mostrou acometimento generalizado da conjuntiva na ceratoconjuntivite primaveril. CONCLUSÃO: A citologia de impressão é capaz de identificar o grau de acometimento conjuntival dos pacientes com ceratoconjuntivite primaveril.
Palavra-chave Conjunctiva
Conjunctivitis
Cytological techniques
Conjuntiva
Conjuntivite alérgica
Técnicas citológicas
Idioma Português
Data de publicação 2004-12-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 67, n. 6, p. 877-881, 2004.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 877-881
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492004000600006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492004000600006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2281

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492004000600006.pdf
Tamanho: 86.67KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta