Concentrações de vitaminas C e E em pacientes com ataxia telangiectasia: relação com biomarcadores associados a aterosclerose e ao estresse oxidativo.

Concentrações de vitaminas C e E em pacientes com ataxia telangiectasia: relação com biomarcadores associados a aterosclerose e ao estresse oxidativo.

Título alternativo Concentrations of vitamins C and E in patients with ataxia telangiectasia: relationship to biomarkers associated whit atherosclerosis and oxidative stress
Autor Andrade, Itana Gomes Alves Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Sarni, Roseli Oselka Saccardo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Pediatria e Ciências Aplicadas à Pediatria – São Paulo
Resumo Introdução: A ataxia telangiectasia (AT) e uma doenca neurodegenerativa, que cursa com imunodefiCiência em graus variaveis, disfuncao mitocondrial e exacerbacao do estresse oxidativo. Objetivo: avaliar o estado nutricional, perfil lipidico, peroxidacao lipidica e as concentracoes plasmaticas de vitaminas C e E e relaciona-las com biomarcadores associados ao risco de aterosclerose de pacientes com AT e controles. Metodos: Estudo transversal controlado envolvendo 13 pacientes e 22 controles saudaveis, pareados por genero e idade. Foram avaliados: estado nutricional, consumo alimentar, perfil lipidico e suas relacoes, concentracoes plasmaticas de vitaminas C e E, malondialdeido (MDA) e proteina C reativa ultrassensivel (PCRus). Resultados: A media de idade do grupo AT foi 14,6 anos; 4/13 (30,8%) eram desnutridos e 3/13 (23,1%) apresentavam baixa estatura para idade. Os pacientes apresentaram maior comprometimento de massa magra comparativamente aos controles. As concentracoes de triglicerides, colesterol total e de LDL-c foram significantemente mais elevadas nos pacientes e as de HDL-c, mais baixas. As relacoes associadas ao risco de aterosclerose (CT/HDL-c, LDL-c/HDL-c e Log TG/HDL-c) e o colesterol nao HDL (NHDL-c) foram significantemente superiores no grupo de pacientes em comparacao aos controles. Nao houve diferenca para as concentracoes de malondialdeido, proteina C reativa e de vitaminas C e E entre os dois grupos. As relacoes vitamina E/lipideos totais e vitamina E/triglicerides mostraram valores mais baixos no grupo de pacientes; correlacao significante e inversa entre estas relacoes e NHDL-c, CT/HDL-c, LDL-c/HDL-c e Log TG/HDL-c foi observada no grupo de pacientes. A alanina aminotransferase (ALT) correlacionou-se de forma direta e significante com NHDL-c, CT/HDL-c e LDL-c/HDL-c, no grupo de pacientes. A inGestão dietetica de energia, macronutrientes e de vitaminas C e E nao diferiu entre os grupos. Conclusao: O elevado risco aterosclerotico de pacientes com AT aliado ao comprometimento da defesa antioxidante e do estado nutricional pode complicar a evolucao da doenca e enfatiza a importancia da atencao multiprofissional com monitoramento de biomarcadores e orientacao nutricional apropriada
Palavra-chave Humanos
Ataxia Telangiectasia
Dislipidemias
Estresse Oxidativo
Ácido Ascórbico
Vitamina E
Estado Nutricional
Adolescente
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2013
Publicado em ANDRADE, Itana Gomes Alves. Concentrações de vitaminas C e E em pacientes com ataxia telangiectasia: relação com biomarcadores associados à aterosclerose e ao estresse oxidativo. 2013. 68 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2013.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 56 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22809

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-14001.pdf
Tamanho: 1.452MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta