Análise da ação do laser de baixa intensidade na expressão dos receptores Fas e TRAIL em mucosite induzida por 5-Fluorouracil em hamsters.

Análise da ação do laser de baixa intensidade na expressão dos receptores Fas e TRAIL em mucosite induzida por 5-Fluorouracil em hamsters.

Título alternativo Analysis of low level intensity laser action in the expression of Fas and TRAIL receptors in mucositis induced by 5- fluorouracil in hamsters
Autor Souto, Marcos Antonio Arruda Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Alves, Maria Teresa de Seixas Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Patologia – São Paulo
Resumo Estima-se que 5% a 15% dos pacientes podem ser acometidos de mucosite grave. Uma opcao terapeutica promissora e o laser de baixa intensidade. Mucosite culmina com agressao e apoptose de celulas da camada basal. Objetivo: Analisar a acao do Laser de Baixa Intensidade na expressao Fas e TRAIL em mucosite induzida por 5-Fluorouracil em hamsters. Metodologia: Utilizamos 45 hamsters Sirios Dourados (Mesocricetus auratus), distribuidos em tres grupos: G I ulceracao; G II quimioterapico e ulceracao e G III quimioterapico, ulceracao e LBI. Inducao realizada com duas doses de 5-FU por injecao intraperitoneal e ulceracao com agulha G18 no dia 03, eutanasia no D07. Os dados coletados do estudo receberam tratamento estatistico de analise multifatorial: Analise de Variancia (ANOVA), correlacao de Pearson, Teste Qui-quadrado e Teste nao parametrico de Mann-Whitney, todas as analises com nivel de significancia de 5%. Utilizamos coeficiente de Correlacao de Spearman e teste de comparacoes multiplas de Tukey para verificar onde ocorreu a diferenca. A imuno-expressao foi mensurada no epitelio no aumento de 400x. Resultados: G I teve menor variacao de peso. O G III apresentou correlacao significante entre grau de mucosite e variacao de peso (p= 0,022). No D07, clinicamente os animais estavam assim distribuidos: quatro (8,9%) grau 1; treze (29%) grau 2; quinze ( 33%) grau 3; nove (20%) grau 4 e quatro (8,9%) grau 5 e histopatologicamente, no GI nove (60%) tinham grau 1 e seis (40%) grau 2; no G II sete (46,7%) grau 1 e oito (53,3%) grau 2 e no G III dois (13,3%) grau 1 e treze (86,7%) grau 2. Correlacao significante no G I da histologia e variacao de peso com Fas e TRAIL. Significancia no G II entre clinica e Fas. Na correlacao entre a clinica e TRAIL, significancia no G III e entre Fas e TRAIL, significancia para G I e II. Conclusao: Diferenca significativa apenas entre os G I e III para clinica e histologia. Nao significante entre os G II e III com relacao a expressao de TRAIL e Fas. Alta expressao de TRAIL no grupo laser pos-quimioterapia que se correlacionou a clinica e histologia. Nao significante a expressao do Fas em nenhum dos grupos do experimento. Houve correlacao entre os G I e II na histologia e clinica, respectivamente. O TRAIL e o FAS se correlacionaram apenas nos G I e II. No periodo do experimento, LBI nao induziu diferenca na expressao imunoistoquimica do Fas e TRAIL durante a mucosite oral induzida por 5-Fluorouracil em hamsters
Palavra-chave Animais
Terapia a Laser de Baixa Intensidade
Apoptose
Mucosite
Quimioterapia
Cricetinae
Animais
Idioma Português
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 99 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 99 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22752

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta