Efeitos do Alprostadil na sindrome de isquemia e reperfusao em tecido renal de ratos

Efeitos do Alprostadil na sindrome de isquemia e reperfusao em tecido renal de ratos

Título alternativo Effects of Alprostadil on ischemia and reperfusion injury in renal rat tissue
Autor Soares, Bruno Leonardo de Freitas. Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A Sindrome de Isquemia e Reperfusao (SIR) e uma doenca sistemica grave, que tem motivado varios estudos no sentido de buscar atenuar seus efeitos. Apesar dos avancos no conhecimento dos mecanismos que levam ao surgimento da SIR, a morbimortalidade decorrente desta continua significativa. Uma das manifestacoes da SIR que mais afeta o prognostico dos pacientes e a insufiCiência renal. Estudos comprovaram a existencia de processo inflamatorio no tecido renal submetido a SIR, bem como efeito protetor de Prostaglandinas (PGE1) na diminuicao de expressao de moleculas de adesao celular do tipo 1 (ICAM-1), as quais funcionam como sinalizadores para agregacao leucocitaria no tubulo renal levando a sua obstrucao, evento crucial na patogenese da SIR no rim. O Alprostadil e um analogo sintetico da PGE1. Estudos sugerem acao citoprotetora no tecido renal submetido a SIR. Considerando a importancia da SIR, e suas graves consequencias sistemicas, bem como sua importancia na pratica clinica, temos como objetivo avaliar os efeitos do Alprostadil na SIR no tecido renal de ratos, submetidos a um modelo experimental com clampeamento aortico supra-renal. Objetivo. Avaliar os efeitos da infusao intravenosa do Alprostadil, num modelo experimental de isquemia e reperfusao em tecido renal de ratos. Tipo de Estudo: Ensaio Clinico Aleatorio em Animais de Experimentacao. Local: Laboratorio de Cirurgia Experimental e Tecnica Operatoria da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Publica. Amostra. Utilizados ratos machos da especie OUT B Wistar, divididos em tres grupos (Sham, Controle e Alprostadil), e aplicado modelo experimental com clampeamento aortico supra-renal. Variaveis. Nas variaveis primarias utilizamos estudo histologico e imunoistoquimico que quantificou a expressao das ICAM-1 e o grau de desarranjo tecidual. Nas variaveis secundarias, utilizamos analise bioquimica serica. Metodo estatistico. Amostra de 30 ratos machos. Na teste de hipoteses comparativas, para variaveis categoricas utilizamos o teste exato de Fisher e IC de 95%. Realizada analise de variancia por postos de Kruskal Wallis e o Teste de Mann-Whitney para duas amostras independentes. Resultados. Nao houve diferenca estatistica entre os resultados da analise bioquimica serica realizada, exceto pelos niveis de CPK, Bicarbonato e Potassio, os quais foram significativos com niveis mais altos apos a Sindrome de isquemia e reperfusao no Grupo Controle em relacao aos Grupos Sham e Alprostadil. Na Analise Histologica houve diferenca estatistica entre os grupos Alprostadil e Controle entre as amostras com grau IV de dessaranjo e necrose tecidual. Na avaliacao imunoistoquimica, houve diferenca significativa na expressao de ICAM-1, menores no grupo Alprostadil. Conclusao. O Alprostadil atenua as repercussoes imunoistoquimicas e histologicas em tecido renal de ratos submetidos a um modelo experimental de isquemia e reperfusao com clampeamento aortico supra-renal
Palavra-chave Animais
Isquemia
Reperfusão
Rim
Alprostadil
Ratos
Animais
Idioma Português
Data de publicação 2008
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2008. 100 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 100 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22734

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta