Estudo da cicatrizacao da parede abdominal de coelhos em modelo experimental de hernia incisional com a utilizacao dos biomateriais polipropileno, polipropileno / poliglecaprone e de polipropileno / polidioxanona / celulose oxidada regenerada

Estudo da cicatrizacao da parede abdominal de coelhos em modelo experimental de hernia incisional com a utilizacao dos biomateriais polipropileno, polipropileno / poliglecaprone e de polipropileno / polidioxanona / celulose oxidada regenerada

Título alternativo Study of the abdominal wall healing of rabbits in an experimental model of incisional hernia with the use of biomaterials polypropylene, polypropylene/polyglecaprone and polypropylene / polydioxanone / oxidized regenerated cellulose
Autor Gomes Aramayo, Ana Leticia Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A hernia incisional (HI) e uma complicacao comum da cirurgia abdominal. O uso de telas para a correcao cirurgica da HI possibilitou, acentuada reducao dos indices de recidiva dessa doenca. No entanto, o contato das telas com as visceras pode cursar com a formacao de aderencias e diversas complicacoes. Objetivo: Verificar macro e microscopicamente o processo de cicatrizacao da parede abdominal de coelhos diante do reparo das hernias incisionais utilizando biomateriais especificos: Polipropileno (PREMILENE®), Polipropileno/Poliglecaprone (ULTRAPRO®), Polipropileno /Polidioxanona/Celulose Oxidada Regenerada (PROCEED®) ou Reparo sem tela-Transposicao peritonio-aponeurotica longitudinal bilateral (TRANSPALB). Metodos: foram operados 40 coelhos, com producao de hernia incisional. Apos 30 dias, todos os coelhos desenvolveram HI e foram reoperados com reparo herniario com ou sem uso de telas. Os animais foram distribuidos aleatoriamente: GRUPO 1 (N=10) u PREMILENE® (PPL): colocada tela intraperitoneal e fixada na parede posterior dos musculos retoabdominais; GRUPO 2 (N=10) u ULTRAPRO® (UP): colocada tela intraperitoneal e fixada na parede posterior dos musculos retoabdominais; GRUPO 3 (N=10) u PROCEED® (PCD): colocada tela intraperitoneal e fixada na parede posterior dos musculos retoabdominais; GRUPO 4 (N=10) u GRUPO CONTROLE -TRANSPALB (Transposicao peritonio-aponeurotica longitudinal bilateral). Apos 30 dias, os animais foram levados a eutanasia, sendo realizado estudo macroscopico e microscopico da peca retirada da parede abdominal. Resultados- Macroscopico: Area de aderencia: PPL > UP e PCD (p=0,031). Vascularizacao: PPL >UP e PCD (p=0,001). Tamanho da Aderencia: (p=0,134). Tipo de Separacao de Aderencias: p=0,083. O escore total de aderencias nao apresentou significancia estatistica na comparacao dos tres grupos com telas (p=0,064). Para todos os animais com telas houve uma reducao da area da tela. O grupo PPL apresentou uma reducao media de 40,7%, (p=0,032) e o grupo PCD de 53%, (p<0,001) com maior reducao percentual quando comparados ao grupo UP (24,3%). A reducao percentual das telas do grupo PPL, nao foi estatisticamente significante quando comparada ao grupo PCD (p=0,130). Microscopico: O grupo PCD apresentou maior presenca de neutrofilos do que os grupos PPL, UP e TRANSPALB (p=0,010). O grupo PPL apresentou maior presenca de eosinofilos do que os grupos UP, PCD e TRANSPALB (p=0,010). Os grupos PPL e PCD apresentaram maior presenca de tecido de granulacao do que os grupos UP e TRANSPALB (p<0,001). Os grupos PPL, UP e PCD apresentaram maior presenca de macrofagos do que os grupos TRANSPALB (p<0,001). Os grupos PPL e PCD apresentaram maior presenca de linfocitos do que o grupo UP (p=0,009) e TRANSPALB (p<0,001). Os grupos PPL, UP e PCD apresentaram maior presenca de celulas gigantes do que o grupo TRANSPALB (p<0,001). A reacao mesotelial (p=0,061) e fibrose (p=0,353), nao apresentaram significancia estatistica. Os grupos PPL e UP apresentaram mais visceras aderidas do que os grupos PCD e TRANSPALB (p<0,001). Conclusoes: 1. Todos os tipos de tela utilizados neste estudo causaram a formacao de aderencias e o grupo sem tela nao apresentou aderencias. 2. Os grupos ULTRAPRO® e PROCEED® apresentaram menor area de aderencias e menor vascularizacao das mesmas em relacao ao grupo PREMILENE®. 3. Na comparacao das medidas das areas das telas, observou-se diminuicao em todas as telas, sendo que nos grupos PREMILENE® e PROCEED® essa diminuicao foi maior. 4. O processo inflamatorio tanto agudo quanto cronico, foi maior nos grupos PREMILENE® e PROCEED®, porem observou-se predominancia de processo inflamatorio agudo no grupo PROCEED®
Palavra-chave Animais
Cicatrização
Parede Abdominal
Hérnia Ventral
Telas Cirúrgicas
Materiais Biocompatíveis
Modelos Animais
Coelhos
Animais
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 91 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 91 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22723

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta