A hipertensao sistolica isolada e adequadamente diagnosticada e abordada por medicos da assistencia primaria a Saúde?

A hipertensao sistolica isolada e adequadamente diagnosticada e abordada por medicos da assistencia primaria a Saúde?

Título alternativo Does isolated systolic hypertension adequate diagnosis and treatment for primary care physician?
Autor Cacho, Jose Raul Espinosa Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Avaliar se os medicos clinicos gerais, da assistencia primaria a Saúde, bem como os medicos cardiologistas credenciados junto ao plano de Saúde Unimed utilizam as melhores evidencias medicas disponiveis quanto ao diagnostico e tratamento da Hipertensao sistolica isolada. LOCAL DO ESTUDO: O estudo com medicos de atencao primaria foi realizado em todos os postos de Saúde de 12 prefeituras da Microrregiao de Dourados-MS. Medicos cardiologistas foram abordados nos locais onde eles prestam assistencia medica aos usuarios do convenio, consultorios e/ou hospitais. METODOS: Apos assinatura do consentimento livre e esclarecido, concordaram em participar deste estudo 63 clinicos, da assistencia primaria a Saúde, e 14 cardiologistas da Unimed. Todos responderam a um questionario previamente testado, que abordava o diagnostico e o tratamento da hipertensao sistolica isolada. Tres cardiologistas, do total de 17, negaram-se a participar do estudo, assim como dois clinicos, do total de 65. Por meio deste questionario, foram obtidos dados demograficos dos participantes. O pesquisador estava presente e a disposicao dos medicos para esclarecer duvidas, e posteriormente recolher o material preenchido. Nao houve recompensa pelo preenchimento do questionario. As respostas foram comparadas com as recomendacoes baseadas em evidencias da literatura. RESULTADOS: Foi detectado pelo estudo que 55,60% dos medicos de atencao primaria utilizam, para o diagnostico, os mesmos valores de pressao, tanto para Hipertensao Sistemica como para Hipertensao Sistolica Isolada. Os cardiologistas, por sua vez (85,7%), utilizam os mesmos criterios para Hipertensao Sistemica e Hipertensao Sistolica Isolada. Para definir criterios de Hipertensao Sistolica Isolada, 58,7% dos medicos de assistencia primaria desconhecem os criterios diagnosticos e, dos 14 cardiologistas entrevistados, 13 nao definem valores corretos de Hipertensao Sistolica. Os grupos pesquisados afirmam que o inicio do tratamento deve ser com monoterapia, porem 37,4% dos medicos da atencao primaria utilizam como primeira linha um diuretico e 24,5% dos cardiologistas tem o mesmo procedimento. CONCLUSAO: A metade da populacao dos medicos objeto deste estudo desconhece o diagnostico de Hipertensao Sistolica Isolada e nao utiliza as evidencias disponiveis para o seu tratamento
Palavra-chave Hipertensão
Hipertensão/diagnóstico
Hipertensão/terapia
Atenção Primária à Saúde
Médicos
Médicos de Atenção Primária
Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 233 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 233 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22717

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta