O sistema imune em crianças nascidas de mulheres transplantadas renais: avaliação fenotípica e funcional ao nascimento e no segundo semestre de vida

O sistema imune em crianças nascidas de mulheres transplantadas renais: avaliação fenotípica e funcional ao nascimento e no segundo semestre de vida

Título alternativo The immune system of children born to kidney transplanted mothers: Immunophenotyping and cell function at birth and 8 months of age
Autor Ono, Erika Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Pinto, Maria Isabel de Moraes Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução Criancas nascidas de mulheres transplantadas renais sao expostas a drogas imunossupressoras durante toda a gestacao. Pouco se conhece a respeito do sistema imune dessas criancas ao nascimento ou em longo prazo. METODOS Vinte e oito criancas nascidas de mulheres transplantadas renais e 40 criancas nascidas de mulheres saudaveis foram avaliadas quanto as celulas T (CD3, CD4, CD8, Treg), celulas B, NK, NKT, T gama-delta e a avaliacao funcional de celulas T e dendriticas apos ativacao ao nascimento e aos 8 meses de idade. RESULTADOS Ao nascimento, criancas nascidas de mulheres transplantadas renais apresentaram menor numero de linfocitos TCD4+, NKT e intensa reducao de B (mediana:celulas/mm3, transplante:153.7 X controle:512.4; p<0.001). Alem disso, apresentaram reducao na porcentagem de TCD8+ com marcadores de ativacao e de TCD4+ regulatorias. Entretanto, as celulas B de memoria exaurida e memoria ativada apresentaram-se em maior porcentagem em criancas expostas a imunossupressores quando comparadas ao grupo controle. Criancas nascidas de mulheres transplantadas renais apresentaram maior numero de internacoes por episodios infecciosos (14 de 8 criancas). Aos 8 meses de idade, em sua grande maioria, essas alteracoes imunologicas nao foram mais observadas, embora 4 criancas apresentassem ainda reducao de algumas subpopulacoes de linfocitos. CONCLUSAO Ao nascimento, criancas expostas a imunossupressores durante a gestacao presentaram reducao de subpopulacoes de linfocitos, principalmente de celulas B. Muitas destas criancas apresentam internacoes por causas infecciosas nos primeiros meses de vida, sendo algumas delas muito graves. Porem aos 8 meses de idade, essas alteracoes nao estavam mais presentes em sua maioria
Palavra-chave Humanos
Recém-nascido
Lactente
Transplante de rim
Sistema imunológico
Linfopenia
Linfócitos B
Troca materno-fetal
Idioma Português
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 102 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 102 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22711

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta