Avaliacao histometrica da reparacao ossea em alveolo dentario apos a utilizacao de plasma rico em plaquetas em ratos submetidos a restricao alimentar durante o desenvolvimento intra-uterino ou pos-natal

Avaliacao histometrica da reparacao ossea em alveolo dentario apos a utilizacao de plasma rico em plaquetas em ratos submetidos a restricao alimentar durante o desenvolvimento intra-uterino ou pos-natal

Título alternativo Comparison of dental alveolar healing in rats under dietary restriction during intra uterine and post natal development with the utilization of platelet-rich plasma
Autor Sartorato, Fabio Antonio Signorini Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Avaliar, atraves de um estudo histometrico, os efeitos decorrentes da restricao alimentar durante o desenvolvimento intra-uterino e pos-natal no processo reparacao ossea alveolar e verificar se a utilizacao do plasma rico em plaquetas pode facilitar o processo de reparacao ossea alveolar nos animais que sofreram o agravo da restricao alimentar em diferentes momentos de seu desenvolvimento. Metodos: 72 animais foram divididos em tres grupos: Controle: filhotes de maes controle, inGestão alimentar a vontade; RG: filhotes de maes que foram submetidas a 70% de restricao alimentar na gestacao; grupo RPN: 50% de restricao alimentar para as maes na lactacao e continuadamente esta restricao para os filhotes. Cada rato teve o incisivo superior direito extraido e na metade dos animais o plasma rico em plaquetas (PRP) foi utilizado. Apos 14 ou 28 dias os ratos foram sacrificados. Foi realizada uma avaliacao histometrica da neoformacao ossea nos tercos mediano e apical do alveolo dentario. Resultados: A analise histometrica da neoformacao ossea mostrou no terco mediano: No grupo controle maior valor nos animais com eutanasia aos 28 dias sem (p= 0,003) e com (p=0,000) uso do PRP e no RG na eutanasia aos 28 dias com utilizacao do PRP (p=0,016). Entre grupos foi verificado que os ratos sacrificados apos 14 dias apenas os animais do grupo RPN (com PRP) mostraram maior valor em relacao ao grupo C (p=0,040). No terco apical do alveolo nao ocorreram diferencas significantes entre os grupos nem dentro de cada grupo em qualquer parametro utilizado. Na comparacao entre os tercos nota-se que todos os grupos apresentaram maior percentual de area ossea neoformada no terco mediano, em qualquer tempo de pos-operatorio, com e sem PRP. Conclusoes: Verificamos que os animais do grupo RPN apresentaram menores dimensoes dos cortes representativos dos tercos mediano e apical do alveolo (AT) e um prejuizo relativo no processo de reparacao ossea alveolar na eutanasia aos 28 dias, evidenciado pela menor area ossea neoformada (ON), sem uma reducao significante no percentual de area total coberta por osso neoformado (ON/AT). Existe um possivel beneficio na utilizacao do PRP no processo de reparacao ossea alveolar dos animais do grupo RPN. Levando em consideracao a diferenca cronologica no processo de reparacao ossea alveolar entre os tercos mediano e apical, este aparente beneficio foi verificado aos 14 dias para o terco mediano na relacao (ON/AT) e 28 dias para o terco apical no parametro (ON).
Palavra-chave Animais
Desnutrição
Extração Dentária
Plasma Rico em Plaquetas
Regeneração Óssea
Prenhez
Dieta
Ratos Wistar
Animais
Idioma Português
Data de publicação 2009
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2009. 200 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 200 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22688

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta