Análise da expressão de endostatina e do fator de crescimento endotelial vascular: papel na lesão da microvasculatura renal promovida por isquemia e reperfusão em camundongos; C57BL/6/

Análise da expressão de endostatina e do fator de crescimento endotelial vascular: papel na lesão da microvasculatura renal promovida por isquemia e reperfusão em camundongos; C57BL/6/

Título alternativo Expression analysis of endostatin and vascular endothelial growth factor: role in renal microvasculature injury promoted by ischemia and reperfusion in C57BL
Autor Coutinho, Enia Lucia Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Bellini, Maria Helena Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (nefrologia) – São Paulo
Resumo A angiogenese tem atraido consideravel atencao como um componente do remodelamento tecidual apos injuria isquemica. O Fator de Crescimento Endotelial Vascular (VEGF), estimula a proliferacao endotelial e a Endostatina (ES), fragmento de 20kDa da porcao C-terminal do Colageno XVIII, antagoniza diretamente os efeitos biologicos do VEGF. Este estudo foi desenvolvido para avaliar o balanco entre esses dois agentes antagonicos na injuria renal aguda induzida pela isquemia e reperfusao. A isquemia renal foi induzida via oclusao bilateral do pediculo renal, durante 45 minutos, seguida de reperfusao por 12 e 24 horas. O homogenato proteico total foi analisado por Western blot e ELISA. O RNA mensageiro, analisado por PCR quantitativo. A expressao genica e proteica da ES aumentou durante isquemia e apos 12 horas de reperfusao. Atraves do Western blot identificamos uma isoforma 30kDa. A analise imunohistologica revelou expressao renal elevada de ES na regiao tubulointersticial, enquanto que o VEGF revelou aumento progressivo apos isquemia, 12 e 24 horas de reperfusao. A expressao genica e proteica do VEGF nao apresentou aumento durante a isquemia e nos estagios precoces de reperfusao, enquanto que a ES se mostrou super regulada somente apos a isquemia, retornando aos niveis basais apos reperfusao. O balanco entre os fatores pro e anti-angiogenicos podem desempenhar um papel importante na mediacao da viabilidade endotelial, preservando a integridade do endotelio e o potencial de recirculacao ao tecido danificado. Assim, esta viabilidade associada a neo-angiogenese sao fundamentais no reparo dos orgaos afetados
Palavra-chave Animais
Endostatinas
Fator A de Crescimento do Endotélio Vascular
Expressão Gênica
Circulação Renal
Isquemia
Traumatismo por Reperfusão
Camundongos
Animais
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 52 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 52 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22681

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta