Efeitos do programa de reabilitacao pulmonar domiciliar em pacientes com DPOC

Efeitos do programa de reabilitacao pulmonar domiciliar em pacientes com DPOC

Título alternativo Effects of home-based pulmonary rehabilitation in COPD patients u adaptation to patient's real life
Autor Pradella, Cristiane Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Reabilitacao pulmonar e parte obrigatoria do tratamento integral dos pacientes com DPOC. No entanto, nao ha centros de reabilitacao pulmonar em numero suficiente para que todos os pacientes com DPOC que tenham necessidade de reabilitacao possam realiza-la. A realizacao de exercicios em um programa de reabilitacao pulmonar domiciliar com supervisao parcial poderia abranger um maior numero de pacientes. Objetivo: Avaliar o impacto de um programa de reabilitacao domiciliar (PRPD) na qualidade de vida e na capacidade de exercicio em comparacao com grupo controle, sob supervisao parcial, em pacientes com DPOC. Metodos: Estudo prospectivo e randomizado com a participacao de 50 pacientes com DPOC, sendo 29 pacientes incluidos no PRPD (VEF1: 62,4 +10,7%; 62,4 +10,7anos) e 15 pacientes controles (VEF1: 54+ 26,2%; 65,3 ± 8 anos). Todos os pacientes foram avaliados pre e pos-intervencao: TC6M SGRQ, SF-36, teste de endurance na esteira com 80% da carga maxima alcancada em teste maximo, espirometria e HDAS. O programa de reabilitacao domiciliar com 24 sessoes, com 3 a 5 sessoes semanais, incluiu: subir escada por 15 minutos, andar por 30 minutos, e exercicios com membros superiores com uma lata de oleo (1 kg) com a tecnica de movimentos em diagonal por 15 minutos. Semanalmente: um telefonema foi feito para estimular e verificar a aderencia: O grupo controle recebeu tratamento usual, sem orientacao sobre exercicio ou telefonema. Resultados: Pacientes no PRPD caminharam no TC6M 65 metros a mais no pos-reabilitacao (485m para 550m) (p<0,05) enquanto que os controles caminharam 6m a mais (456m para 462m) (NS). Encontramos no teste de endurance pos-experimento aumento no grupo reabilitacao na distancia caminhada (controle= 31,2m ± 419,7, pos-PRPD= 316,6m ± 81,8 (p<0,05) e no tempo (controle= 82,8seg ± 479,1 e pos-PRPD= 347,6seg ± 87,4) (p<0,05). Os pacientes do PRPD apresentaram melhora significativa na qualidade de vida em relacao ao basal (Escore total do GGRQ no controle aumentou 2,2 unidades e no PRPD reduziu 6,7 unidades). Nao foi observada diferenca no HADS e SF-36 apos o programa em ambos os grupos. Conclusao: Concluimos que um programa de reabilitacao pulmonar no domicilio, simples, de baixo custo e adaptado a vida real em pacientes com DPOC e um instrumento util e que melhora a qualidade de vida e capacidade de exercicio dos pacientes. Este programa permite que um numero maior de pacientes com DPOC possam se beneficiar de exercicios programados realizados em sua propria casa. Seria interessante que um estudo com programa semelhante com supervisao parcial avaliasse a aderencia com espaco maior de tempo
Palavra-chave Humanos
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 88 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 88 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22673

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta