Reconstrução do corpo cavernoso de coelhos utilizando técnicas de engenharia de tecidos

Reconstrução do corpo cavernoso de coelhos utilizando técnicas de engenharia de tecidos

Título alternativo Reconstruction of cavernous body of rabbits using tissue engineering techniques
Autor Laks, Marcus Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Freitas Filho, Luiz Gonzaga de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Cirurgia Translacional – São Paulo
Resumo Objetivo: Comparar a reconstrucao de segmentos do corpo cavernoso com matrizes de origem homologa, quando semeadas com celulas-tronco mesenquimais nao autologas, e quando estas celulas-tronco mesenquimais sao injetadas por via intravenosa.. Metodos: Foram utilizados 16 coelhos da linhagem Nova Zelandia, com aproximadamente 3 Kg, idade aproximada de 6 meses, divididos em 3 grupos Grupo A (n=4) Reconstrucao do corpo cavernoso com matriz homologa descelularizada Grupo B (n=6) - Reconstrucao do corpo cavernoso com matriz semeada com celulas-tronco mesenquimais em matriz homologa descelularizada; Grupo C (n=6)- Reconstrucao do corpo cavernoso com matriz homologa descelularizada seguido de infusao venosa de celulas-tronco mesenquimais. A matriz homologa foi obtida em abatedouro comercial e descelularizada com triton X100 e hidroxido de amonio. A matriz foi interposta entre os dois cotos do corpo cavernoso seccionado em sua porcao central e suturada com pontos separados. As celulas-tronco mesenquimais foram obtidas por puncao e aspiracao de 5 mL do liquido da medula ossea da crista iliaca de coelhos, e cultivadas oin vitroo. Todos os grupos foram avaliados na decima segunda semana de pos-operatorio. Quanto ao aspecto macroscopico avaliou-se o enchimento venoso distal dos corpos cavernosos. Para a avaliacao do processo de reparacao dos implantes as pecas cirurgicas foram submetidas a coloracao com hematoxilina e eosina e imunoistoquimica com os anticorpos primarios anti - actina de musculo liso e anti fator VIII para avaliacao de celulas musculares lisas e endotelio, respectivamente. Um animal de cada grupo foi submetido a cavernosometria Resultados: Tres animais do grupo B e tres do grupo C apresentaram enchimento do corpo cavernoso a jusante do local de interposicao da matriz no momento da eutanasia, o que nao ocorreu em nenhum coelho do grupo A. O animal do grupo B atingiu a cavernosometria pico pressorico de 50 cm de H2O, o animal do grupo C pico pressorico de 110 cm de H2O, e o do grupo A pico de 20 cm de H2O. Na avaliacao histologica, em todos os grupos houve grande deposicao de colageno, sendo que nos animais dos grupos B e C haviam areas semelhantes a trabeculas de tecido cavernoso, com feixes musculares lisos organizados, formando seios venosos com neovascularizacao evidente. No animais do grupo A as areas de musculo liso estavam desorganizadas e sobrepostas as areas em que ocorreu grande deposicao de colageno, formando apenas poucos seios venosos. Nao houve diferenca estatistica entre os tres grupos estudados quanto a quantidade de musculo liso e endotelio por avaliacao imunoistoquimica. Conclusao: A reconstrucao do corpo cavernoso utilizando matrizes descelularizadas e celulas tronco mesenquimais injetadas por via intravenosa ou semeadas diretamente e possivel, havendo crescimento de tecido semelhante ao corpo cavernoso nativo. Nao foram observadas diferencas significantes quando as celulas-tronco foram semeadas diretamente na matriz ou infundidas por via intravenosa
Palavra-chave Engenharia Tecidual
Células-Tronco
Células Mesenquimais Estromais
Pênis
Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos
Coelhos
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data de publicação 2013
Publicado em LAKS, Marcus. Reconstrução do corpo cavernoso de coelhos utilizando técnicas de engenharia de tecidos. 2013. 61 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2013.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 61 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22660

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-13851.pdf
Tamanho: 2.865MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta