Interacao celular e ativacao da pro-calicreina plasmatica humana

Interacao celular e ativacao da pro-calicreina plasmatica humana

Título alternativo Cellular interaction and activation of human plasma prekallikrein
Autor Veronez, Camila Lopes Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O sistema calicreina-cinina plasmatico humano e formado pela calicreina plasmatica (huPK), que hidrolisa o seu substrato natural, o cininogenio de alta massa molecular (HK), liberando a bradicinina (BK) e esta relacionado a biologia vascular interagindo com os sistemas da coagulacao, fibrinolise e complemento. A huPK participa da regulacao da pressao sanguinea pela liberacao de BK, do processo fibrinolitico, da via de contato da coagulacao e da via alternativa do sistema do complemento. A pro-calicreina plasmatica (PK) e o HK circulam complexados e recentes estudos sugerem que o zimogenio PK apresenta atividade enzimatica na presenca de seu cofator HK. O objetivo do presente trabalho foi investigar a interacao da PK com a superficie celular e sua atividade como zimogenio. Na presenca das linhagens celulares endoteliais ECV304 e RAEC, e epiteliais tumorais CHO-K1 e CHO-745, a PK interagiu com as celulas, na presenca ou ausencia do HK, a 37C e foi internalizada e direcionada vesiculas endociticas acidas, exceto pelas celulas CHO-745 que produzem niveis reduzidos de proteoglicanos comparado as CHO-K1. Na interacao com essas linhagens celulares, a PK sofreu proteolise em fragmentos de 52 kDa, 48 kDa e 36 kDa, identificados pelo anticorpo U-691.10, e hidrolisou o HK no mesmo perfil que a huPK. A atividade da PK foi avaliada em solucao pela interacao com HK, na presenca de inibidores de proteases ou do peptideo SDD31, atraves da imunodeteccao dos seus fragmentos, dos fragmentos do HK e pela hidrolise de substratos especificos para huPK, alem da dosagem de BK por radioimunoensaio. A PK apresentou atividade enzimatica, pois hidrolisou o HK e liberou BK, porem foi parcialmente convertida em huPK e apresentou velocidade mais lenta quando comparada a huPK. Os resultados indicam que a PK/huPK pode interagir com a superficie celular nao so atraves do HK, mas pela presenca de glicosaminoglicanos ou outras proteinas de membrana e ser internalizada; a PK pode sofrer proteolise na superficie celular, e em solucao na presenca do HK pode ocorrer uma mudanca conformacional na PK sem proteolise o que permite sua atividade. A internalizacao da PK, as alteracoes estruturais na presenca ou ausencia do HK, na superficie celular ou em solucao caracterizam um mecanismo de controle fisiologico da PK/huPK alem de seus inibidores naturais
Palavra-chave Sistema Calicreína-Cinina
Pré-Calicreína
Cininogênio de Alto Peso Molecular
Endotélio
Glicosaminoglicanas
Precursores Enzimáticos
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 126 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 126 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22644

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta