Determinantes do aleitamento materno entre crianças brasileiras menores de 2 anos

Determinantes do aleitamento materno entre crianças brasileiras menores de 2 anos

Título alternativo Determinants of breastfeeding among brazilian children with less than two years of age
Autor Warkentin, Sarah Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Taddei, Jose Augusto de Aguiar Carrazedo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O aleitamento materno exclusivo (AME) ate os seis meses e sua manutencao ate os dois anos sao praticas recomendadas por diversos orgaos internacionais. Porem, existem fatores que podem influenciar negativamente nesta pratica. No Brasil, sao escassos estudos de base populacional sobre os determinantes do AME em criancas menores de dois anos. Alem disso, as analises disponiveis que utilizam a metodologia do current status, tendem a subestimar a duracao do AME por nao aplicarem a censura aos dados, como ocorre com a utilizacao das curvas do estimador de Kaplan-Meier que geram estimativas mais precisas quando o vies recordatorio e minimizado. O objetivo desta pesquisa foi descrever a duracao e identificar determinantes da interrupcao do AME, a partir dos dados da oPesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Crianca e da Mulher 2006o, inquerito domiciliar com representatividade nacional, no qual foram analisadas 1902 criancas menores de 24 meses, recorte amostral justificado por menores chances de ocorrerem vieses recordatorios, ou seja, por ser um grupo de criancas que nasceram nos 24 meses que antecedem o inquerito. As informacoes foram obtidas por meio de questionarios e se referem a sub-amostra de 1704 lactentes menores de 6 meses para os quais existiam dados suficientes, sendo tambem excluidos os gemelares e o irmao mais velho caso existissem duas criancas menores de 24 meses filhas da mesma mae. As estimativas do tempo de AME sao apresentadas segundo variaveis socioeconomicas, demograficas e epidemiologicas. Visando produzir estimativas validas do tempo de AME foram aplicadas curvas do estimador de Kaplan-Meier e para identificacao dos riscos foi ajustado modelo de razao de riscos de Cox (HR), com seus respectivos intervalos de confianca de 95% (95%IC). A mediana do tempo de aleitamento materno exclusivo foi estimada em 60 dias. A idade da materna menor que 20 anos (HR=1,28; 1,11-1,48 95%IC), o uso de chupeta (HR=1,53; 1,37-1,71 95%IC), nao residir na regiao sudeste (HR=1,22; 1,07-1,4 95%IC) e o menor nivel socioeconomico (HR=1,28; 1,06-1,55 95%IC) compuseram o modelo de riscos de Cox para o desmame do AME. Os resultados indicam que, apesar dos esforcos empreendidos nas ultimas decadas para promover o AME no pais, sua duracao ainda e metade do recomendado para realizacao do potencial dessa pratica alimentar na promocao da Saúde. Recentes pesquisas mostram que a forma de reverter tal situacao seriam atividades continuadas de educacao envolvendo as redes de ensino e de Saúde, associadas a campanhas publicitarias veiculadas na rede de televisao e radio dirigidas prioritariamente a maes jovens, com pouca escolaridade e de baixa renda
Palavra-chave Humanos
Lactente
Aleitamento materno
Inquéritos epidemiológicos
Fatores de risco
Análise de sobrevida
Humans
Infant
Breast feeding
Health surveys
Risk factors
Survival analysis
Idioma Português
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 67 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 67 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22636

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta