Infecção por Bodertella pertussis em profissionais de Saúde da Pediatria

Infecção por Bodertella pertussis em profissionais de Saúde da Pediatria

Título alternativo Bordetella pertussis infection in paediatric healthcare workers
Autor Cunegundes, Kelly Simone Almeida Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Weckx, Lily Yin Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Pediatria e Ciências Aplicadas à Pediatria – São Paulo
Resumo Objetivos: Determinar a incidencia de infeccao recente por B. pertussis em profissionais de Saúde que atuam em setores pediatricos e avaliar o conhecimento destes profissionais acerca da epidemiologia e imunizacao para coqueluche. Metodologia: Estudo transversal realizado em setores pediatricos de hospital universitario com medicos, enfermeiros e auxiliares ou tecnicos de enfermagem, de outubro a dezembro de 2011. Todos participantes preencheram questionario informando dados pessoais, formacao e atuacao profissional, historia de contato com caso suspeito ou confirmado de coqueluche, e questoes sobre coqueluche para avaliar o conhecimento sobre epidemiologia e imunizacao. Foi feita a dosagem quantitativa de anticorpos anti-toxina pertussis (IgG anti-PT) atraves do ELISA e foram considerados indicativos de infeccao nos ultimos 12 meses, titulos de anticorpos IgG anti-PT maiores que 62,5 UI/Ml, desde que nao tivesse recebido vacina nos ultimos 12 meses. Resultados: 391 profissionais participaram do estudo. Dos 388 profissionais de Saúde incluidos na analise sorologica, 6,4% apresentaram resultado sugestivo de infeccao recente por Bordetella pertussis. A analise de regressao logistica multivariada demonstrou que o residente da pediatria apresentou risco aumentado de infeccao (OR=4,15; IC 95%: 1,42-12,14; p=0,009) e profissionais com carga horaria semanal maior que 40 horas (OR=3,29; IC 95%: 1,27-9,26; p=0,024). Apenas 45,3% dos profissionais acertaram todas as questoes que avaliaram conhecimento sobre coqueluche. Medicos residentes (97,7%) apresentaram a maior taxa de acertos destas questoes (p< 0,001). Conclusao: A incidencia de infeccao recente por Bordetella pertussis foi alta em profissionais de Saúde de pediatria. Estes profissionais deveriam ser considerados um grupo prioritario para receber vacina para coqueluche
Palavra-chave Humanos
Coqueluche
Pessoal de Saúde
Infecção
Sorologia
Humanos
Idioma Português
Financiador Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo (FapUNIFESP)
Data de publicação 2013
Publicado em CUNEGUNDES, Kelly Simone Almeida. Infecção por Bodertella pertussis em profissionais de saúde da Pediatria. 2013. 80 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2013.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 80 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22618

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-13810.pdf
Tamanho: 727.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta