Efeitos da privação de sono no processo de cicatrização de pele em camundongos.

Efeitos da privação de sono no processo de cicatrização de pele em camundongos.

Título alternativo Effects of sleep deprivation in skin wound healing in mice
Autor Egydio, Flavia de Mattos Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Andersen, Monica Levy Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Psicobiologia – São Paulo
Resumo A reducao do tempo de sono e uma das varias consequencias da vida moderna, gerando um estresse significante para o organismo. Numerosos estudos em humanos e animais mostraram que o estresse prejudica a qualidade e quantidade de colageno na pele, promove a invasao bacteriana e retarda o processo de cicatrizacao. Alem disso, diversos fatores como o uso de morfina ou o envelhecimento, apresentam efeitos negativos na cicatrizacao de pele e tambem provocam alteracoes no sono. Nesse sentido, o objetivo do presente estudo foi avaliar o processo de cicatrizacao de pele em camundongos privados de sono paradoxal, em duas situacoes distintas e analisadas separadamente: tratados com morfina ou associado ao fator idade. No experimento I, camundongos adultos hairless machos foram distribuidos nos seguintes grupos: Controle, morfina, privacao de sono, e morfina + privacao de sono. A morfina (10 mg.kg-1, subcutaneo) foi administrada a cada 12 horas durante 9 dias consecutivos. Apos a privacao de sono foram coletadas amostras de pele para processamento e avaliacao imuno-histoquimica de COX-2 e iNOS. No experimento II, foram utilizados camundongos C57BL⁄6J machos jovens (3 meses) e de meia-idade (10 meses). Os animais foram randomizados nos seguintes grupos: controle 3 meses; controle 10 meses; privacao de sono paradoxal 3 meses; privacao de sono paradoxal 10 meses. Apos o termino da privacao, os animais foram submetidos a lesao na regiao dorsal com o auxilio de um punch descartavel de biopsia de pele (6 mm). Os resultados do primeiro estudo sugerem que a morfina proporcionou imunoexpressao de COX-2 e iNOS. Porem, a privacao de sono nao alterou os resultados induzidos pela morfina. Ja em relacao aos resultados obtidos no segundo experimento, pudemos observar que houve um retardo no processo de cicatrizacao nos animais de meia-idade comparado aos jovens, independente da condicao de sono. Entretanto, os animais de meia-idade privados de sono apresentaram piora na cicatrizacao quando comparados aos animais de meia-idade na condicao controle e aos animais jovens privados de sono. Em resumo, o presente projeto permite concluir que os resultados do nosso primeiro estudo sugerem que a morfina e capaz de induzir a imunoexpressao da COX-2 e iNOS na pele de camundongos hairless, e que a falta de sono nao modula este resultado. Nosso segundo experimento mostrou que a privacao de sono pode afetar o processo de cicatrizacao somente quando associado ao fator idade, sugerindo a importancia do sono ao longo da vida para manutencao de uma pele saudavel. Em geral, os experimentos I e II nos permitem sugerir que uso de morfina, a falta de sono e a idade em animais podem modular o processo de cicatrizacao de pele
Palavra-chave Animais
Soro
Pele
Cicatrização
Morfina
Privação do Sono
Envelhecimento
Camundongos
Animais
Idioma Português
Financiador Associação Fundo de Incentivo à Psicofarmacologia (AFIP)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo : Brasilia: [s.n.], 2013. 67 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 67 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22610

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta