Caracterização da função dos receptores purinérgicos e da homeostase celular de cálcio em átrios de ratos diabéticos induzidos por estreptozotocina.

Caracterização da função dos receptores purinérgicos e da homeostase celular de cálcio em átrios de ratos diabéticos induzidos por estreptozotocina.

Título alternativo Characterization of purinergic receptors function and homeostasis cell calcium in isolated atria of streptozotocin-induced diabetic rats
Autor Musial, Diego Castro Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Jurkiewicz, Neide Hyppolito Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Farmacologia – São Paulo
Resumo O diabetes e uma doenca metabolica que pode proporcionar o desenvolvimento de nefropatias e alteracoes cardiovasculares, que representam 50% das mortes de pacientes diabeticos. A regulacao da funcao cardiaca pelo sistema nervoso simpatico esta bem caracterizada em diversos modelos experimentais, porem estudos recentes vem evidenciando a importancia da neurotransmissao purinergica no controle desta funcao. Estudos anteriores do nosso laboratorio mostraram que a neurotransmissao purinergica encontra-se alterada na hipertensao arterial sistemica (HAS). Devido a uma alta incidencia de HAS em pacientes diabeticos, o intuito desse projeto foi investigar uma possivel participacao da neurotransmissao purinergica no estabelecimento do diabetes e sua influencia no desenvolvimento da HAS em ratos diabeticos induzidos por estreptozotocina (tipo 1). Tambem fez parte deste estudo acompanhar a pressao arterial (PA) dos animais durante o periodo de estudo e a atividade da enzima conversora de angiotensina (ECA). Alem disso, e sabido que a homeostase celular do calcio esta alterada em diferentes tipos celulares na HAS, neste sentido foi objetivo deste trabalho estudar as possiveis alteracoes na sinalizacao celular do calcio no modelo de diabetes. Para isso, foi realizada a inducao do diabetes a partir de injecao de estreptozotocina na regiao intraperitoneal de ratos adultos e apos dois dias foi realizada a verificacao da glicose plasmatica. Tambem foram observadas as manifestacoes clinicas produzidas pelo diabetes nesses ratos. Apos 30 ou 60 dias, os ratos foram sacrificados, o coracao foi exposto e os atrios foram isolados para estudos funcionais. Os ratos que desenvolveram diabetes tipo 1 mostraram uma diminuicao da atividade dos receptores purinergicos do tipo P1 e um aumento na atividade dos receptores purinergicos do tipo P2. Tambem observamos alteracoes na homeostase celular do calcio (canais de calcio, reticulo sarcoplasmatico e mitocondria), um aumento na atividade da ECA e uma elevacao na PA desses ratos. Podemos concluir que existem alteracoes na neurotransmissao purinergica dependentes do tempo de diabetes, bem como alteracoes da homeostase celular do calcio. Tais alteracoes, juntamente com o aumento da atividade da ECA, podem estar envolvidas diretamente no desenvolvimento da HAS desses animais, podendo ser futuros alvos farmacologicos
Palavra-chave Animais
Receptores Purinérgicos
Hipertensão
Diabetes Mellitus Tipo 1
Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina
Ratos
Animais
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 96 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 96 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22608

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta