O eletrocardiograma como ferramenta da Telemedicina

O eletrocardiograma como ferramenta da Telemedicina

Autor Wah, Hsia Sao Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Caracterizar o eletrocardiograma como ferramenta de auxilio diagnostico atraves da transmissao de informacoes pelas redes de dados (fax e internet), de um servico de teletrocardiologia, bem como apresentar a evolucao do servico no periodo de 2000 a 2009 e avaliar os laudos eletrocardiograficos definidos num periodo do estudo. Metodologia: E um estudo transversal, baseado nos dados obtidos do Programa de ECG-Fax/Internet do Servico de Eletrocardiologia do InCor-HCFMUSP, no periodo de 2000 a 2009. Para analise de dados, foi utilizada amostra coletada do periodo de abril a julho de 2009, em carater aleatorio, pois nao havia conhecimento previo de dados do servico prestado. Os dados utilizados do exame de eletrocardiograma foram: nome do paciente (identificado com as iniciais), data de nascimento, sexo do paciente, data de realizacao do exame, laudo eletrocardiografico com a frequencia cardiaca, tipo de encaminhamento (fax/internet), estado de origem da clinica solicitante. A analise de laudo eletrocardiografico seguiu as diretrizes da Sociedade Brasileira de Cardiologia Sobre Analise e Emissao de Laudos Eletrocardiograficos (2009). Para fins do estudo, foram escolhidos os laudos mais prevalentes: normal, area inativa, sobrecarga ventricular esquerda e alteracao da repolarizacao ventricular. Foram analisados 7112 exames. Resultados: Foi observado um aumento de mais de mil por cento no numero de laudos realizados no periodo de 2000 (2635 laudos) a 2008 (32482 laudos). Apos a analise de 7112 exames, verificou-se que inicialmente o fax era mais utilizado como rede de transmissao e o aumento pela internet (79,3%), a partir de 2006, coincidiu com o inicio do Programa ECG-Internet. Do total de exames coletados, a frequencia de laudos mensal foi semelhante nos meses analisados; o sexo masculino foi o genero mais frequente (64.5%); o laudo normal representou 70% dos achados; as frequencias dos laudos por tipo de alteracao eletrocardiografica foram: alteracao da repolarizacao ventricular (9,13%), atraso final de conducao (3,52%) e repolarizacao precoce (3,37%). Conclusoes: O uso do eletrocardiograma (ECG) como ferramenta de auxilio diagnostico na Telemedicina, utilizando a rede de dados de transmissao (fax/internet), cresceu de maneira consideravel no periodo analisado, apresentando boa aceitacao e receptividade por clinicas distantes
Palavra-chave Humanos
Telemedicina
Técnicas de Diagnóstico Cardiovascular
Serviço Hospitalar de Cardiologia
Eletrocardiografia
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 91 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 91 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22574

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta