Efeitos da reabilitação vestibular no equilíbrio corporal de idosos vestibulopatas crônicos

Efeitos da reabilitação vestibular no equilíbrio corporal de idosos vestibulopatas crônicos

Título alternativo Effects of vestibular rehabilitation on balance control in elderly with chronic dizziness from vestibular disorders: randomized clinical trial
Autor Ricci, Natalia Aquaroni Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Ganança, Fernando Freitas Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Otorrinolaringologia – São Paulo
Resumo Com o avançar da idade, as modificações no sistema vestibular e a maior prevalência de vestibulopatias predispõem os idosos à tontura e à instabilidade corporal. A Reabilitação Vestibular é o tratamento mais indicado para indivíduos com disfunção vestibular. Contudo, faltam protocolos que considerem as particularidades da população idosa e que contemplem, além da estimulação vestibular, os múltiplos componentes do controle postural que são essenciais para o equilíbrio corporal. Objetivo: Comparar a eficácia de dois protocolos de Reabilitação Vestibular (Convencional versus Modificado) sobre o equilíbrio corporal de idosos vestibulopatas crônicos. Método: Ensaio clínico randomizado, cego e controlado, de corte prospectivo, com seguimento de três meses. Amostra constituída por idosos com tontura crônica de origem vestibular. Os idosos foram randomizados entre os protocolos de Reabilitação Vestibular de Cawthorne & Cooksey Convencional ou Modificado com inserção de múltiplos componentes. Os protocolos foram ministrados em sessões individuais, duas vezes por semana, com 50 minutos de duração, durante dois meses. Foram realizadas avaliações do equilíbrio corporal nos períodos de pré- intervenção, pós-intervenção e seguimento. O desfecho primário foi o Dynamic Gait Index. Os desfechos secundários incluíram o histórico de quedas, a Força de Preensão Palmar, oTime Up and Go Test, o Teste de Sentar e Levantar, o Alcance Multidirecional e os Testes de Equilíbrio Estático. Para comparar a eficácia dos protocolos, foi aplicada a análise por intenção de tratar pelo Teste ANOVA de Medidas Repetidas. Resultados: 82 idosos foram randomizados entre os protocolos Convencional (n=40) e Modificado (n=42). Houve melhora significativa no desfecho primário na avaliação póstratamento (p<0,001) e manutenção no seguimento (p=0,415), porém sem diferença significativa entre os protocolos (p=0,525) e na interação (p=0,350). Com exceção do histórico de quedas, Alcance Funcional Anterior, Apoio Unipedal Direito e Esquerdo Olhos Fechados, e Romberg Sensorial Olhos Abertos, os demais desfechos secundários apresentaram melhora após o tratamento com ambos os protocolos. Destes desfechos, todos mantiveram os ganhos no seguimento, com exceção do Teste Tandem Olhos Abertos e Time Up and Go Test motor. Os testes de equilíbrio estático, Romberg Sensorial Olhos Fechados (Média do ganho: Convencional 0,52 seg e Modificado 4,74 seg; p=0,049) e Apoio Unipedal Esquerdo Olhos Abertos (Média do ganho: Convencional -0,74 seg e Modificado 4,82 seg; p=0,003), apresentaram interação significativa após o tratamento, com melhor desempenho do protocolo Modificado em relação ao Convencional. Conclusões: A Reabilitação Vestibular, independente do protocolo, produziu melhora no equilíbrio corporal de idosos vestibulopatas com manutenção em curto prazo. O protocolo Modificado apresentou superioridade em testes de equilíbrio estático. Deste modo, na dependência da avaliação inicial do paciente, este protocolo poderá ser preposto ao Convencional.

Vestibular alterations generally take place during aging, when older people are more likely to suffer from vestibular disorders. Such aspects predispose them to dizziness and body imbalance. The Vestibular Rehabilitation is the most appropriate therapeutic approach for patients with vestibular dysfunction. However, protocols that consider the specificity of the elderly people and contemplate not only vestibular stimulation but also other components that are essential to the body balance control are rare. Purpose: To compare the effectiveness of two Vestibular Rehabilitation protocols (Conventional versus Modified) on the body balance control of older people with chronic vestibulopathy. Methods: A randomized, single blind, controlled clinical trial, with a three month follow-up was performed. The sample was composed of older individuals with a clinical diagnosis of chronic dizziness resulting from vestibular disorders. The subjects were randomized to either the Conventional or Modified Cawthorne & Cooksey protocols. The protocols were performed during individual 50-minute sessions, twice a week, for two months. The individuals were subjected to balance control evaluations at baseline, post-treatment, and at follow-up. The primary outcome measure was the Dynamic Gait Index. Secondary outcomes included the history of falls, Hand Grip Strenght, Time Up and Go Test, Sit to Stand test, Multidirectional Reach and Static Balance Tests. The outcomes of both protocols were compared according to the intention-to-treat analysis by ANOVA with Repeated Measures. Results: 82 older individuals were randomized into either Conventional (n=40) or Modified (n=42) protocols. There was significant increase in the primary outcome at post-treatment (p<0.001) that was maintained until follow-up period (p=0.415), with no significant difference between protocols (p=0.525), nor any interaction (p=0.350). With the exception of the history of falls, Forward Functional Reach, Single Right and Left Leg Stance Eyes Closed, and Sensorial Romberg Eyes Open, all the secondary outcomes presented significant improvement after both treatment protocols. Such results persisted after the follow-up period, with the exception of the Tandem Eyes Open Test, and the Time Up and Go Test motor. The Sensorial Romberg Eyes Closed (Mean gain: Conventional: 0.52 seconds; Modified: 4.74 seconds; p=0.049), and the Single Left Leg Stance Eyes Open test (Mean gain: Conventional: -0.74 seconds; Modified: 4.82 seconds; p=0.003) presented significant interactions after treatment, with the Modified protocol being more effective than the Conventional one. Conclusions: The Vestibular Rehabilitation, regardless of the treatment protocol, resulted in improvement on elderlies‟ body balance control, which was maintained during a short-term period. The Modified protocol presented better performance on static balance tests. Hence, depending on initial assessment, such protocol might be preferred instead of the Conventional one
Palavra-chave Idoso
Tontura
Equilíbrio Postural
Doenças Vestibulares
Ensaio Clínico
Idoso
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Número do financiamento FAPESP: 2009/16908-6
Data de publicação 2013
Publicado em RICCI, Natalia Aquaroni. Efeitos da reabilitação vestibular no equilíbrio corporal de idosos vestibulopatas crônicos: ensaio clínico randomizado. 2013. 97 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2013.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 65 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22571

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Tese-13741.pdf
Tamanho: 1.389MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta