Avaliacao mamografica em populacao geograficamente definida e atendida em programa de Hospital de Referencia em Mastologia na Cidade de São Paulo

Avaliacao mamografica em populacao geograficamente definida e atendida em programa de Hospital de Referencia em Mastologia na Cidade de São Paulo

Título alternativo Mammographic evaluation of a geographically defined population in São Paulo
Autor Caetano, Simone Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Avaliar os resultados do rastreamento e diagnostico mamografico, em populacao geograficamente definida, atendida em hospital regionalizado e de referencia em Mastologia do Servico Publico Estadual de São Paulo, por meio de medidas de associacao. Metodos: Populacao de 7508 mulheres com mamografia realizada no servico, atendidas no periodo de 06/2004 a 06/2005, com acompanhamento ate 06/2006. Coletaram-se dados relacionados a faixa etaria, ao BIRADS®, as biopsias, as cirurgias, ao estadiamento das pacientes com diagnostico de cancer de mama. Realizaram-se calculos de medidas de associacao na populacao. Posteriormente calculo da sobrevida em cinco anos das pacientes com diagnostico de cancer de mama neste periodo. Resultados: 713 mamografias diagnosticas e 6795 de rastreamento. A media de idade da populacao foi 51,2 anos, com resultado BIRADS® final 4 e 5 (achados anormais) em 1,9 % das mamografias de rastreamento e 11,4% das diagnosticas. Todos os BIRADS® zero foram complementados. Das 228 biopsias nao cirurgicas realizadas (71 BAG, 94 mamotomias e 63 PAAF), 63 (27,6%) foram de achados malignos, das 33 biopsias cirurgicas, 10 (30,3%) e das 82 cirurgias, 55 (67,1%) de achados malignos. Foram diagnosticados 71 (0.9%) canceres de mama (25/6795 nos exames de rastreamento e 46/713 diagnosticos). Dos 66 casos verdadeiros positivos tres nao foram seguidos no servico. Canceres minimos (≤10mm) foram 28,6%, sendo 27% nos estadios I e zero. Houve 47,6% de casos com invasao nodal. Apenas 4,5% nao foram estadiados. Conclusao: VPP1: 9 %, VPP2 31,9%, VPP3/taxa de biopsia positiva: 37,7%. A taxa de reconvocacao da mamografia foi de 9,7 no total (8,6 nos exames de rastreamento e 20,2 nos diagnosticos). A taxa de deteccao de cancer de mama total foi de 8,8/1000 (3,2/1000 - rastreamentos e 61,7/1000 - diagnosticos). A sobrevida global das pacientes que apresentaram cancer de mama nesta populacao, em cinco anos, foi de 79,1%. A sensibilidade e a especificidade dos exames foram de 93% e 98,1%, respectivamente
Palavra-chave Humanos
Mulheres
Mamografia/diagnóstico
Neoplasias da Mama
Humanos
Mulheres
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 57 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 57 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22544

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta