Estudo duplo cego randomizado, controlado por placebo e amitriptilina para avaliar a eficácia da melatonina no tratamento preventivo da enxaqueca

Estudo duplo cego randomizado, controlado por placebo e amitriptilina para avaliar a eficácia da melatonina no tratamento preventivo da enxaqueca

Título alternativo Study double-blind, randomized, placebo-controlled with amitriptyline 25 mg to evaluate the effectiveness melatonin in preventive treatment of migraine
Autor Gonçalves, André Leite Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Peres, Mario Fernando Prieto Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Neurologia - Neurociências - EPM
Resumo Objetivo: Avaliar a eficacia da melatonina no tratamento preventivo da enxaqueca comparada ao placebo e a amitriptilina. Metodos: Os pacientes foram selecionados na comunidade e submetidos a entrevista clinica, exame neurologico, monitorizacao mensal de peso e de eventos adversos. O diagnostico da cefaleia foi estabelecido de acordo com os criterios diagnosticos da Sociedade Internacional de Cefaleias e os dados foram coletados em visitas consecutivas durante 3 meses. A analise estatistica foi feita comparando-se o a reducao no numero de dias com cefaleia apos periodo de tratamento, reducao da intensidade e duracao das crises de enxaqueca, uso de analgesicos, tolerabilidade da melatonina no tratamento preventivo comparada ao placebo e a amitriptilina e a presenca de efeitos colaterais. Resultados: Foram encaminhados 438 sujeitos para avaliacao. Desse total, 242 foram excluidos. Os 196 sujeitos restantes estavam de acordo com os criterios de inclusao do estudo e 18 pacientes abandonaram o estudo na fase inicial. Dentre os 178 pacientes que concluiram o estudo, 59 foram incluidos no grupo placebo, 59 no grupo amitriptilina e 60 sujeitos triados para o grupo melatonina. A melatonina apresentou resultado superior ao placebo na prevencao das crises de enxaqueca mas nao superior a amitriptilina. A melatonina apresentou melhor perfil de efeitos colaterais, com menor frequencia de sonolencia e ganho ponderal que o grupo amitriptilina. Houve reducao na duracao, intensidade e consumo de analgesicos em ambos os grupos. Conclusoes: A melatonina 3 mg e eficaz e bem tolerada no tratamento preventivo da enxaqueca. Melatonina e tao eficaz quanto a amitriptilina 25 mg, porem com melhor tolerabilidade. A melatonina pode ser uma opcao para o tratamento preventivo da enxaqueca
Assunto Melatonina
Transtornos de Enxaqueca
Amitriptilina
Placebos
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Número do financiamento FAPESP: 08/54257-4
Data 2013
Publicado em GONÇALVES, André Leite. Estudo duplo cego randomizado, controlado por placebo e amitriptilina para avaliar a eficácia da melatonina no tratamento preventivo da enxaqueca. 2013. 79 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2013.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 61 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22537

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Tese-13757.pdf
Tamanho: 730.7Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)