O internato do curso medicina da Universidade Federal de Pernambuco

O internato do curso medicina da Universidade Federal de Pernambuco

Título alternativo Teaching and learning during internship placements of the Federal University of Pernambuco: preceptor´s perspective
Autor Barreto, Vitor Hugo Lima Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Os cursos de medicina do Brasil oferecem, nos seus dois ultimos anos, o estagio obrigatorio nas cinco areas basicas (clinica medica, cirurgia, pediatria, Saúde coletiva e gineco-obstetricia), chamado internato. O Internato e o periodo em que o estudante esta em contato direto com a o trabalho e pratica medica, sendo responsavel por uma parcela importante da formacao profissional. Estimulados pela publicacao das novas Diretrizes Curriculares para a graduacao em Medicina, os cursos implementaram uma ampliacao dos cenarios de pratica muito alem dos hospitais universitarios. Servicos de Saúde das redes municipais e estaduais passaram a compor os estagios do internato. Poucos cursos, porem, apresentam um conhecimento profundo dos cenarios de pratica da rede de Saúde e de como se desenvolve o ensino-aprendizagem facilitado por preceptores nesses servicos. Objetivo: O presente estudo dedicou-se a conhecer a realidade do Internato do Curso de Medicina da Universidade Federal de Pernambuco atraves da perspectiva do preceptor. Metodologia: Trata-se de um levantamento descritivo, de natureza qualitativa, em um corte transversal, que caracterizou um estudo de campo, aplicado as cinco areas basicas do internato e que envolveu vinte e um preceptores coordenadores de treze servicos de Saúde. Foram realizadas entrevistas, utilizando roteiros semi-estruturados, com os preceptores coordenadores dos servicos de Saúde envolvidos no internato, atraves de uma amostra criteriosa. Os criteriosprincipais foram: ser preceptor coordenador de ensino e atuante na pratica diaria de preceptoria. Para a avaliacao e critica dos dados foi adotada a analise de conteudo, realizada em tres etapas: pre-analise, analise e inferencias e interpretacoes. Resultados: Um total de vinte um preceptores foram entrevistados. As categorias tematicas mais relevantes para o estudo foram: expectativa do preceptor para a formacao medica durante o rodizio; modelos de ensino da preceptoria; Gestão do ensino e integracao ensino-servico. Os preceptores apresentam expectativas diversas entre si, porem coerentes na maior parte com os documentos que referencia a educacao medica, porem sem cita-los. Os preceptores apresentam modelos de ensino centrados no preceptor, no estudante e no problema, sendo os ultimos uma menor parte. A Gestão do ensino apresenta-se de forma pragmatica, organizando o encontro entre educador e educando, porem sem planejamento da acao pedagogica em si. A integracao ensino-servico esta representada atraves de acoes pontuais por parte da instituicao academica, porem a demanda dos preceptores abrange a educacao permanente e fatores motivadores para atuacao continua no ensino. As analises das categorias indicaram um afastamento importante entre as praticas cotidianas nos servicos e o preconizado nas Diretrizes Curriculares e no Projeto Politico Pedagogico do Curso de Medicina. Conclusoes: O estudo representa um aprofundamento sobre as atividades de ensino nos cenarios de pratica do internato. As categorias analisadas representam pontos cruciais para o aperfeicoamento da integracao ensino-servico. As expectativas dos preceptores abarcam o conteudo dos documentos formais, porem estes deverao ter acesso aos marcos referencias da reforma dos cursos de medicina para a devida apropriacao. Apesar de preconizado, o ensino problematizador e a pratica de poucos preceptores com uma formacao em educacao. Um programa de desenvolvimento docente do preceptor podera aproximar as praticas diarias nos cenarios. Os preceptores exercem uma Gestão de ensino focada na agenda de atividades, enquanto que a universidade executa poucas atividades de integracao. Acoes de integracao ensinoservico especificas poderao qualificar os estagios obrigatorios nos cenarios de praticas na rede de Saúde. Planejamentos participativos poderao apoiar a construcao de expectativas comuns entre servicos, academia e estudantes. Metodologias ativas de ensino da pratica medica poderao ser sugeridas em acordo com as concepcoes pedagogicas dos documentos de referencia. A Gestão do ensino podera ser alvo de acoes de educacao permanente para preceptores, a fim de aprimorar suas competencias educacionais. Outros estudos deverao abordar a perspectiva do estudante, do professor e do gestor, importantes para complementacao das informacoes obtidas no presente estudo
Palavra-chave Educação Médica
GRADUACAO MEDICA
Internato e Residência
Preceptoria
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 118 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 118 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22494

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta