Soroprevalencia do virus da hepatite C em receptores de sangue do hemocentro de Alagoas

Soroprevalencia do virus da hepatite C em receptores de sangue do hemocentro de Alagoas

Autor Guedes, Veronica de Lima Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Aproximadamente 150 milhoes de pessoas sao cronicamente infectadas pelo virus da hepatite C (VHC) e estima-se que outros 3 a 4 milhoes de pessoas sejam infectadas a cada ano, com evolucao para hepatite cronica em 80% dos casos, cirrose em 10 a 20% dos pacientes e carcinoma hepatocelular em 1 a 5% dos casos por ano, correspondendo a principal indicacao de transplante hepatico no Brasil. A hepatite C e uma das infeccoes virais mais prevalentes em seres humanos, superando a infeccao pelo virus da hepatite B (VHB) e da imunodefiCiência adquirida (HIV). O objetivo deste estudo sera avaliar a prevalencia do VHC em receptores de sangue do Ambulatorio de Hematologia do Hemocentro de Alagoas. Serao avaliadas 280 amostras em receptores de sangue por tecnicas de ELISA 3ª geracao, PCR-Nested e PCR-semi-automatizado (PCR-Padrao), o desempenho dos metodos utilizados sera analisado por testes de curva ROC (Receiver Operator Characteristic) e mensuracoes de especificidade, sensibilidade e valores preditivos. Analises estatisticas para investigacao dos fatores de risco associados com a infeccao por VHC serao realizadas, utilizando testes de qui-quadrado (&#967;2) de Pearson ou exato de Fisher. As variaveis com p < 0,20 serao consideradas elegiveis para a analise multivariada. Os resultados demonstraram soroprevalencia em receptores de sangue por teste de ELISA 3ª geracao de 13,90% e 4,70% e 10,71%, respectivamente, para PCR-Nested e PCR-Padrao. Os dados obtidos evidenciam a importancia da associacao entre as metodologias de ELISA 3ª geracao e PCR-Nested, visto que ambas as reacoes de PCR foram capazes de detectar a presenca de VHC em uma amostra falso negativa no teste de ELISA 3ª geracao. Os fatores de risco, estatisticamente significantes, associados a infeccao por VHC, observados em nosso estudo, foram contato entre familiares infectados, consumo excessivo de alcool e aumento da enzima Gama-GT
Palavra-chave Hepatite C
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Reação em Cadeia da Polimerase
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 53 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 53 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22489

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta