Impacto de uma nova proposta de fortificacao alimentar na prevencao da anemia ferropriva em criancas e adolescentes - uma intervencao comunitaria

Impacto de uma nova proposta de fortificacao alimentar na prevencao da anemia ferropriva em criancas e adolescentes - uma intervencao comunitaria

Título alternativo Impact of a new food fortification proposal to prevent iron-deficiency in children and adolescents u a community intervention
Autor Vellozo, Eliana Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A Organizacao Mundial de Saúde estima que cerca de 30 a 48% da populacao nos paises em desenvolvimento apresentem anemia. Para as criancas de 5 a 14 anos, calcula-se que aproximadamente 46% sejam anemicas no mundo, sendo a maioria dos casos por defiCiência de ferro. No Brasil, pesquisas regionais mostram significativas variacoes de resultados, de 15% a 68,8%. A fortificacao de alimentos com ferro tem sido utilizada como uma estrategia sustentavel e de melhor relacao custo-efetividade. Objetivo: Avaliar o impacto de um suplemento em po, enriquecido com ferro, adicionado a varias preparacoes alimenticias regionais, sobre os niveis de hemoglobina em criancas e adolescentes, do municipio de Cabo de Santo Agostino u PE. Metodo: Trata-se de ensaio clinico comunitario, de carater duplo-cego randomizado e controlado com grupo placebo, sendo que o periodo de intervencao se deu em 60 dias, em 1688 criancas e adolescentes de quatro a 15 anos de idade matriculados em centros de educacao infantil e em escolas, comparados com um grupo controle. Mediante sorteio com dez unidades educacionais, cinco passaram a ser o Grupo Intervencao (GI), e receberam a oferta do suplemento enriquecido com ferro, diariamente na alimentacao, de acordo com o per capita pre-estabelecido para a faixa etaria e as cinco restantes passaram a ser o Grupo Controle (GC). Os dados laboratoriais foram obtidos pela coleta de sangue por puncao venosa periferica, considerando-se anemia valores de hemoglobina inferiores a 11,0g/dL para menores de 5 anos, 11,5g/dL para os escolares de 5 a 11 anos, e 12g/dL de 12 a 15 anos de idade (Organizacao Mundial de Saúde u OMS). Resultados: O estudo mostrou aumento estatisticamente significativo (p<0,001) dos niveis medios de hemoglobina e diminuicao da prevalencia de anemia nos dois grupos. Ambos os grupos apresentaram 11,8g/dL de hemoglobina e 37% de anemia no inicio do estudo. Apos a intervencao, foram observadas taxas de recuperacao de 13,0g/dL de hemoglobina e 3,8% de anemia no GI e 12,5g/dL de hemoglobina e 12,4% no GC. O incremento medio de hemoglobina foram significativos para os dois grupos (p<0,001), ao termino da intervencao, para o GI foi de 1,2g/dL e para o GC 0,7g/dL. Conclusao: O suplemento enriquecido com ferro, adicionado a varias preparacoes alimenticias regionais, contribuiu para a diminuicao da prevalencia de anemia, sem diferenca em relacao ao grupo controle. Ambos os grupos aumentaram os valores de hemoglobina, porem, com maior efetividade e aumento no grupo que recebeu o suplemento enriquecido com ferro
Palavra-chave Humanos
Criança
Adolescente
Anemia
Deficiência de Ferro
Suplementação Alimentar
Alimentos Fortificados
Humanos
Criança
Adolescente
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 131 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 131 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22475

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta