Tratamento das doencas autoimunitarias atraves da administracao de colecalciferol em humanos

Tratamento das doencas autoimunitarias atraves da administracao de colecalciferol em humanos

Autor Finamor, Danilo Chiaradia Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Diversos estudos apontam para os efeitos da vitamina D nao relacionados ao metabolismo do calcio, tais como atividade antineoplasica (particularmente no que se refere aos canceres de mama, colon, prostata, e as doencas linfoproliferativas), anti-hipertensiva e imunomoduladora. Os efeitos da vitamina D sobre o sistema imunologico estao relacionados a tolerancia de autoantigenos, exercendo efeito inibitorio no padrao linfocitario do tipo Th1 e Th17, e efeito promotor da expressao do padrao Th2 e Treg mediante a acao da vitamina D em todas as celulas do sistema imunologico atraves do receptor da vitamina D. Os niveis e doses postulados como adequados de vitamina D estao aquem dos valores adequados para a prevencao e controle dos diversos efeitos nao-calcemicos. Estudos estimam que mais de 1 bilhao de pessoas no mundo apresentem defiCiência de vitamina D. O presente estudo avaliou os niveis de calcidiol e a correcao dos niveis desse metabolito da vitamina D (manutencao proxima aos niveis superiores de normalidade) em pacientes portadores de duas doencas autoimunitarias dermatologicas u psoriase e vitiligo. Para tal, trinta pacientes de cada patologia foram atendidos no ambulatorio da Disciplina de Clinica Medica da Universidade Federal de São Paulo e no ambulatorio de Dermatologia do Hospital Heliopolis. Os niveis de calcidiol serico, paratormonio e perfil de calcio foram avaliados antes do inicio do tratamento e em avaliacoes subsequentes. A dose inicial de colecalciferol necessaria para a obtencao dos resultados variou entre 20.000 a 30.000UI diarias. As doses empregadas tiveram por objetivo alcancar a melhora clinica e laboratorial (niveis de calcidiol entre 80 u 100 ng/mL), sendo que 1 paciente com psoriase necessitou de 50.000 UI diarias para alcancar esses niveis de calcidiol. Observamos que 100% dos pacientes com psoriase e 81,81% dos pacientes com vitiligo apresentaram defiCiência de vitamina D (niveis inferiores de 30ng/mL de calcidiol serico). Todos os pacientes com psoriase apresentaram melhora clinica, sendo que 86,66% dos pacientes apresentaram melhora do P.A.S.I. superior a 26%, enquanto 60% dos pacientes com vitiligo mostraram de moderada a excelente repigmentacao cutanea (repigmentacao beneficiando desde 26% a mais do que 75% da area previamente despigmentada). Nao encontramos efeitos colaterais relevantes com as altas doses administradas, tampouco aparecimento de hipercalcemia. A vitamina D mostrou-se um recurso terapeutico bastante eficaz e de baixo custo para tratamento das doencas autoimunitarias estudadas, capaz de promover melhora clinica rapida e restabelecer a autoestima dos pacientes afetados por essas patologias.
Assunto Colecalciferol/efeitos adversos
Doenças Autoimunes/terapia
Psoríase/terapia
Vitiligo/terapia
Idioma Português
Data 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 112 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 112 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22464

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)