Quantificacao de Fitosterois Alimentares e Estimativa de seu Consumo na Populacao da Cidade de São Paulo

Quantificacao de Fitosterois Alimentares e Estimativa de seu Consumo na Populacao da Cidade de São Paulo

Título alternativo Quantification of Dietary Phytosterols and Estimates of their Consumption in the Population of the City of São Paulo
Autor Martins, Celma Muniz Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O uso de esterois vegetais tem sido proposto de forma isolada ou associada a farmacos hipolipemiantes para reduzir o LDL-colesterol e a doenca cardiovascular. Existem diferencas na composicao de esterois vegetais em alimentos de origem vegetal, e seu consumo, com base em uma dieta habitual, nao e conhecido na populacao brasileira. Objetivos: Avaliar a composicao de fitosterois nos alimentos de origem vegetal mais consumidos pela populacao brasileira e estimar o seu consumo em uma amostra populacional representativa de nossa populacao. Metodos: O consumo de esterois vegetais de uma amostra representativa da populacao da cidade de São Paulo (n=1.609 participantes), aleatoriamente selecionados com base no Censo Brasileiro de 2010, foi estimado pelo questionario de frequencia alimentar. A composicao de esterois vegetais das verduras, cereais, frutas e oleos vegetais mais consumidos foram determinados por cromatografia gasosa / deteccao por ionizacao em chama (CG/IDC). Resultados: A inGestão de esterois vegetais pela populacao brasileira e extremamente baixa (~100 mg/dia), e existe consideravel variacao na composicao de fitosterois entre diferentes fontes de alimentos vegetais. Conclusoes: Com base nos dados de uma amostra de base populacional brasileira, observamos consumo alimentar inadequado, com excesso de gorduras saturadas e baixo consumo de fitosterois e fibras. O conhecimento do conteudo de fitosterois nos alimentos de origem vegetal tem sua aplicabilidade no atendimento nutricional para o alcance de recomendacoes de diretrizes
Palavra-chave Fitosteróis
Sitosteroides
Nutrição em Saúde Pública
Consumo de Alimentos
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 85 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 85 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22447

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta