Problemas dentais são problemas de saúde? Uma contribuição à educação de cirurgiões-dentistas para o cuidado integral de seus pacientes

Problemas dentais são problemas de saúde? Uma contribuição à educação de cirurgiões-dentistas para o cuidado integral de seus pacientes

Título alternativo Dental problems are health problems: a contribution to education of dentist surgeons for the hole care of their patients
Autor Alonso, Leila Eliane da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Maia, José Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ensino em Ciências da Saúde – São Paulo
Resumo Introdução: As afeccoes da cavidade bucal ainda sao de dificil compreensao pela populacao como alteracoes de Saúde. A carie, por exemplo, muitas vezes e vista pelo paciente como um processo natural de desgaste de elementos dentarios. Dentre os fatores determinantes desta realidade situa-se o da definicao de Saúde apenas como ausencia de doencas. Os cuidados orais tornam-se, assim, assistematicos, sendo motivados principalmente por sintomatologia e estetica, encontrando-se intimamente ligados as representacoes sociais que a sociedade tem de Saúde e da atuacao do cirurgiao dentista. Referencal teorico: O conceito de Saúde tem sido reformulado ao longo das ultimas decadas, estando atualmente ligado a qualidade de vida do individuo, de acordo com suas visoes e perspectivas. A educacao de graduacao dos profissionais tem seguido geralmente um modelo tecnicista, fragmentado, que origina a dicotomia da Saúde oral x geral. Em que pese a mudanca do modelo de assistencia a Saúde em nosso pais, poucos trabalhos sao identificados na literatura a respeito da visao da insercao do cirurgiao-dentista no cuidado integral ao paciente. Objetivos: Caracterizar as representacoes sociais de Cirurgioes-Dentistas relacionadas a Saúde e a doenca oral, que permeiam suas praticas profissionais diarias e correlacionar a construcao dessas representacoes sociais com o processo de formacao profissional do Cirurgiao-Dentista e com sua atuacao na atencao basica a pacientes (intervencoes clinico-cirurgicas e educacionais). Metodologia: Nove cirurgioesdentistas graduados entre oito e trinta e seis anos pregressos e inseridos profissionalmente no cuidado primario da populacao foram entrevistados. Os dados obtidos foram categorizados por proximidade semantica e submetidos a analise do conteudo. Os cuidados eticos foram meticulosamente tomados. Resultados e Discussao: Ficou clara a desvalorizacao de aspectos nao intervencionistas na graduacao dos profissionais (ocorrida antes da vigencia das Diretrizes Curriculares para os Cursos de Graduacao em Odontologia). Diversas representacoes sociais dos profissionais (quanto a dicotomia Saúde oral x sistemica) emergiram, sendo por estes atribuidas a fatores culturais dos pacientes. Estes dados sao corroborados pela literatura nacional e internacional. As medidas educativas mostraram-se pontuais e por demandas especificas, nem sempre respeitando aspectos culturais dos usuarios. Os unicos dados que parecem ter repercussao referem-se a associacao de doencas orais com sistemicas (endocardite, dentre outros). Conclusoes e Perspectivas futuras: E fundamental a insercao da reflexao conceitual de Saúde nos diversos niveis de educacao dos cirurgioes-dentistas, conduzindo-os, em todas as fases deste processo, ao exercicio de praticas sociais nao apenas de cuidado, mas de educacao em Saúde da populacao, no ambito do SUS. Esta pode constituir-se em uma estrategia eficaz de mudanca de representacoes sociais de profissionais e de usuarios. Embora a educacao para a Saúde da populacao tenha um papel importante, outras medidas tornam-se necessarias, tais como politicas publicas voltadas a atencao integral ao individuo, que

ABSTRACT Introduction: The diseases of the oral cavity are still difficult to be underst ood by the population as health problems . Tooth decay, for example, is often seen by the patient as a natural process of wear of teeth. Among the determinants of this reality lies the definition of health as merely the absence of disease. The oral care become, sporadic , being motivated mainly by symptoms and aesthetics, and is intimately linked to the social representations that society has about health and the performance of the dentist. Referencal theory : The concept of health has been reshaped over the past decades and is currently linked to t he quality of life of individuals, according to their views and perspectives. The undergraduate education of professionals has generally followed a model technicist, fragmented, which causes the dichotomy oral x general health. Despite the change model of health care in our country, few works are identified in the literature about the vision of the insertion of dentists in comprehensive care for the patient. Objectives : To characterize the social representations of Dentists related to oral health and diseas e, that permeate their daily work practices and correlate the construction of these representations with the process of training the dental surgeon and his performance in primary care patients (clinical, surgical interventions and educational). Methods : Ni ne dentists graduated between eight and thirty - six years previous ly and professionally inserted in primary care population were interviewed. The data were categorized by semantic proximity and subjected to content analysis. Ethical concerns have been metic ulously taken. Results and Discussion : There is a clear devaluation of non - interventional aspects in graduate professionals (held prior to the effectiveness of the Curriculum Guidelines for Undergraduate Dentistry Courses ). Several representations of the p rofessionals (regarding dichotomy of oral x systemic health ) emerged, being conferred by these cultural factors of the patients. These data are corroborated by the national and international literature. The educational measures proved timely and specific d emands, not always respecting the cultural aspects of the users. The only data that appear to refer to the impact of oral diseases are associated with systemic problems (endocarditis, among others). Conclusions and Perspectives : It is essential to insert t he conceptual reflection of the different levels of health education of dentists, leading them in all stages of this process to social practices ( not only care, but health education population ) within the SUS. This can result into an effective strategy for changing social representations of professionals and users. Although the health education of the population has an important role, other measures become necessary, such as public policies for comprehensive care to individuals , which value oral care.
Assunto Humanos
Educação em Odontologia
Saúde Bucal
Assistência Odontológica Integral
Assistência Integral à Saúde
Educação em Saúde
Humanos
Idioma Português
Data 2012
Publicado em ALONSO, Leila Eliane da Silva. Problemas dentais são problemas de saúde? Uma contribuição à educação de cirurgiões-dentistas para o cuidado integral de seus pacientes. 2012. 112 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) - Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2012.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 112 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22445

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Tese-13649.pdf
Tamanho: 5.054Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta