Estrutura e função da principal molécula de superfície de formas metacíclicas de Trypanosoma cruzi com propriedade adesiva e sinalizadora envolvida na invasão celular e infecção oral.

Estrutura e função da principal molécula de superfície de formas metacíclicas de Trypanosoma cruzi com propriedade adesiva e sinalizadora envolvida na invasão celular e infecção oral.

Título alternativo Structure and function of the main surface molecule of Trypanosoma cruzi metacyclic forms with adhesive and signaling properties involved in cell invasion and oral infection
Autor Plaza, Cristian Andres Cortez Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Yoshida, Nobuko Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Microbiologia e imunologia – São Paulo
Resumo O Trypanosoma cruzi, agente etiologico da doenca de Chagas, apresenta uma grande heterogeneidade genetica, com caracteristicas biologicas, ecologicas e epidemiologicas diversas. No que se refere a infeccao oral, que constitui atualmente o principal modo de transmissao do T. cruzi no Brasil, responsavel por frequentes surtos da doenca de Chaga aguda, estudos em camundongos tem revelado que alta mortalidade ou infeccao relativamente benigna pode resultar dependendo da cepa do parasito. As informacoes disponiveis indicam que gp82, molecula de superficie especifica de tripomastigotas metaciclicos, desempenha papel chave na invasao do epitelio gastrico, que e a porta de entrada para infeccao sitemica. Nesta tese tracamos como objetivos principais: i) examinar o impacto da microdiversidade do T.cruzi na infeccao oral, ii) determinar a estrutura da gp82 e analisar sua relacao com as propriedades de adesao celular e de ligacao a mucina gastrica. Para alcancar o primeiro objetivo, foi realizada a analise comparativa das cepas Y30 e Y82. Quatro genes nucleares foram sequenciados com vistas a construcao de redes genealogicas, que revelaram que as cepas Y30 e Y82 pertencem a grupos filogeneticos distintos TcII e TcVI, respectivamente. As formas metaciclicas de Y30, que expressam em sua superficie gp30, molecula relacionada a gp82, mostraram capacidade de invasao celular similar a cepa Y82. Tanto a gp30 como a gp82, em sua forma recombinante, foram capazes de inibir a invasao das cepas Y30 e Y82 em celulas HeLa. Do mesmo modo, o anticorpo monoclonal 3F6, que reconhece gp30 e gp82, inibiu a invasao das cepas Y30 e Y82. Consistente com esses dados, vias de sinalizacao envolvendo mTOR, fosfatidil inoinositol 3 quinase e proteina quinase C foram ativadas na celula hospedeira durante invasao pela cepas Y30 e Y82. De maneira similar a gp82 recombinante, a proteina recombinante gp30 foi capaz de ligar-se a celula hospedeira induzindo a exocitose de lisossomos, evento facilitador da internalizacao do T. cruzi. Em experimentos de infeccao oral em camundongos, as cepas Y30 e Y82 mostraram diferencas significativas. Ao contrario da cepa Y82, que invadiu eficientemente o epitelio da mucosa gastrica apos administracao oral, aparentemente poucas formas metaciclicas da cepa Y30 invadiram as celulas alvo, a julgar pelos poucos ninhos de amastigotas encontrados 4 dias pos-infeccao. Para determinar se a diferenca observada estaria relacionada a eventos anteriores a invasao celular, parametros associados com a adesao a mucina gastrica e migracao foram examinados. Diferentemente da gp82, a capacidade de adesao da gp30 a mucina gastrica mostrou ser muito reduzida. Nos ensaios de migracao, em comparacao a cepa Y82, o numero de parasitos Y30 que atravessaram filtros otrans-wello recobertos com mucina gastrica foi significativamente menor. A invasao de celulas HeLa por formas metaciclicas da cepa Y30 foi significativamente inibida na presenca de mucina gastrica, o que nao ocorreu com a cepa Y82. A estrutura tridimensional da gp82 determinada por modelagem molecular mostrou caracteristicas compativeis com as propriedades dessa molecula relevantes para a invasao celular e ligacao a mucina gastrica. Segundo esse modelo, a gp82 e formada por um dominio N-terminal ligado por uma α-helice, onde se localiza o principal sitio de adesao celular, ao dominio Cterminal β-sandwich que contem o sitio de ligacao a mucina gastrica. O principal sitio de adesao celular esta quase totalmente exposto na superficie de gp82 e se posiciona em relacao ao sitio de ligacao a mucina gatrica de maneira presumivelmente favoravel as interacoes parasito-hospedeiro no contexto da invasao do epitelio gastrico, apos migracao das formas metaciclicas pela camada de muco
Palavra-chave Trypanosoma cruzi
Doença de Chagas
Mucinas Gástricas
Mucosa Gástrica
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2013
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2013. 125 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 125 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22434

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta