Crescimento e ganho de peso em criancas e adolescentes apos o transplante renal

Crescimento e ganho de peso em criancas e adolescentes apos o transplante renal

Título alternativo Evolution of weight and height of children and adolescents after renal transplantation
Autor Carvalho, Glauce Lamoglie de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Esse estudo avaliou retrospectivamente o peso corporal e a estatura de 279 pacientes, com media de idade de 12,3+/-4,2 anos, durante dois anos apos transplante renal (Tx) realizado no Hospital do Rim e Hipertensao/UNIFESP-EPM. Foram incluidos os pacientes que apresentavam acompanhamento nutricional durante os dois primeiros anos subsequentes ao Tx, com periodo inter-consulta de seis meses. Tambem foram coletados: idade no Tx, etiologia da doenca renal, tempo e tipo de tratamento pre-Tx, tipo de doador, idade da menarca, esquema de imunossupressao e dosagens sanguineas. Peso, estatura e IMC foram convertidos em escores Z (SDS) baseados nas curvas de crescimento da OMS (2006/2007) e nas recomendacoes da SBP (2011). A media do IMC aumentou de -0,85±0,7 SDS no T0 para 0,15±0,70 SDS no T6 (p<0,05), e nos periodos subsequentes sofreu pouca alteracao (T12= 0,16±0,70 SDS; T24 = 0,11±0,70 SDS). No T0 5,7% apresentavam excesso de peso e 15,4% magreza. No T24 esses valores passaram, respectivamente, para 22,2% e 2,1%, No T0 41,6% dos pacientes apresentavam deficit de crescimento (EI=-1,88±0,01 SDS). No T24 este percentual diminuiu para 36,2% (EI= -1,66±0,07 SDS) (p<0,05). O maior percentual de pacientes (39,6%) com baixa estatura no T24 foi observado na faixa etaria &#8805; 10 e < 15 anos no T0. Pacientes com valores de creatinina serica < 1 mg/dL e em uso de azatioprina no T6 foram relacionados com maior ganho de peso e de estatura ao longo do estudo. O tipo de doador nao apresentou diferenca significante com o ganho de peso, de estatura e de IMC. O ganho de peso observado, principalmente durante os seis primeiros meses pos-Tx deve ser criteriosamente monitorado, pois pode ser fator determinante de sobrepeso e obesidade nessa populacao nos anos subsequentes ao Tx. Atencao deve ser dada ao alto percentual de pacientes com deficit de crescimento persistente em medio e longo prazo
Palavra-chave Criança
Adolescente
Transplante de Rim
Estatura-Idade
Índice de Massa Corporal
Criança
Adolescente
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 82 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 82 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22405

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta