A influencia de fatores psico-socio-espirituais na Saúde mental e cefaleias de moradores da comunidade de Paraisopolis

A influencia de fatores psico-socio-espirituais na Saúde mental e cefaleias de moradores da comunidade de Paraisopolis

Título alternativo The influence of psycho-socio-spiritual factors on mental health and headaches in the community of Paraisopolis, Brazil
Autor Lucchetti, Giancarlo Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: os objetivos deste estudo foram: avaliar a prevalencia de cefaleias primarias em uma comunidade de baixa renda; investigar a influencia de fatores psico-socio-espirituais na Saúde mental (uso de alcool e tabaco) e cafaleias de moradores da comunidade de Paraisopolis, Brasil e validar para portugues o instrumento de afericao de religiosidade utilizado no estudo (Duke Religion Index - DUREL) Metodos: Foi realizado um estudo transversal de cunho populacional envolvendo moradores da comunidade de Paraisopolis em São Paulo, Brasil. Por meio de entrevistas porta a porta foram aplicados questionarios que continham dados socio-demograficos, questoes relacionadas a cefaleias, depressao/ansiedade (Mini International Neuropsychiatric Interview) e religiosidade (Duke Religion Index). A analise estatistica foi realizada por meio de modelos multivariados e a validacao da DUREL por meio da consistencia interna e validade de constructo. Resultados: Foram avaliados 383 individuos, maioria do sexo feminino (74,4%) e menores de 40 anos (57,9%). A escala de DUREL foi validada com boa consistencia interna (alfa de Cronbach=0,75) e boa validade discriminativa. A prevalencia de cefaleia em geral, enxaqueca, enxaqueca cronica e cefaleia tensional foi de 47%; 20,4%; 8,4% e 6,2%; respectivamente. A enxaqueca foi mais prevalente em mulheres e em pessoas empregadas. Fatores psicologicos como a ansiedade e a ansiedade subliminar tambem estiveram relacionados a prevalencia de cefaleias primarias e, a religiosidade organizacional e nao organizacional estiveram associadas a menor uso e abuso de alcool e menor tabagismo. Conclusoes: A prevalencia de enxaqueca e enxaqueca cronica em moradores de uma comunidade de muita baixa renda e alta e de cefaleia tensional e baixa. Os aspectos psicologicos, sociais e religiosos/espirituais tiveram um impacto tanto na prevalencia de cefaleias quanto no uso de alcool e tabagismo. Esses aspectos devem ser levados em consideracao por profissionais que atuam na area de Saúde e lidam com pacientes psiquiatricos e neurologicos, pois podem influenciar no proprio processo Saúde-doenca desses individuos
Palavra-chave Cefaleia
Saúde Mental
Neurologia
Ansiedade
Espiritualidade
Religião e Medicina
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 113 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 113 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22404

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta