Fatores preditivos da necessidade de seccao dos vasos gastricos curtos nas fundoplicaturas totais videolaparoscopicas

Fatores preditivos da necessidade de seccao dos vasos gastricos curtos nas fundoplicaturas totais videolaparoscopicas

Título alternativo Predictive factors of the need of short gastric vessels division in laparoscopic total fundoplications
Autor Teixeira, Alexandre Chartuni Pereira Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A fundoplicatura total videolaparoscopica e o procedimento cirurgico mais realizado para o tratamento da doenca do refluxo gastro-esofagico (DRGE). Nesta cirurgia, realizar a seccao dos vasos gastricos curtos (VGCs) apenas na impossibilidade da confeccao de uma valvula frouxa e a abordagem mais aceita. Porem, a literatura nao descreve fatores que possam predizer, no pre-operatorio, a necessidade de seccao destes vasos. Objetivos: Identificar fatores demograficos, endoscopicos e/ou manometricos que possam predizer uma maior probabilidade da necessidade de seccao dos VGCs. Metodos: Analise estatistica univariada multivariada dos dados de 399 pacientes consecutivos submetidos a fundoplicatura total videolaparoscopica para o tratamento da DRGE divididos em dois grupos quanto a necessidade de seccao dos VGCs (Grupo A, sem seccao dos VGCs, n=364; Grupo B, com seccao dos VGCs, n=35). Resultados: Nao houve diferenca estatistica entre os grupos quando analisadas as variaveis idade, peso, IMC, caracteristicas dos sintomas, presenca de hernias de hiato ou esofagite. O Grupo B apresentou, em comparacao ao Grupo A, maior proporcao de pacientes do sexo masculino (80% vs. 47,3%, p<0,001), maior mediana de altura (1,73 m vs. 1,65 m, p<0,001), maior media do tamanho de hernias de hiato (3,96 cm vs. 3,22 cm, p=0,004), maior proporcao de pacientes com hernias maiores que 4 cm (22,9% vs. 10,7%, p=0,033), maiores proporcoes de pacientes com esofagites acentuadas (57% vs. 27%, p<0,001), com esofago de Barrett (42,9% vs. 23,9%, p=0,014) e com esofago de Barrett longo (20% vs. 5,8%, p=0,002), alem de menor mediana da pressao media do esfincter inferior do esofago (5,80 mmHg vs. 8,00 mmHg, p=0,012). Na analise multivariada apenas as variaveis sexo masculino (OR, 28,25; IC 95% 2,25-355,22; p=0,010) e esofagite acentuada(OR, 19,47; IC 95% 2,08-182,26; p=0,009) mantiveram significancia estatistica, sendo considerados fatores preditivos independentes. Conclusao: Pacientes do sexo masculino e portadores de esofagites acentuadas tem maior probabilidade de necessitar da seccao dos vasos gastricos curtos. A associacao destes dois fatores aumenta ainda mais esta necessidade
Assunto Fundoplicatura
Cirurgia Vídeoassistida
Refluxo Gastroesofágico
Fundo Gástrico
Idioma Português
Data 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 80 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 80 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22401

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)