Modelo videolaparoscópico de condicionamento isquêmico do estômago em ratos

Modelo videolaparoscópico de condicionamento isquêmico do estômago em ratos

Título alternativo Videolaparoscopic model for the gastric ischemic conditioning in rats
Autor Leme, Luís Fernando Paes Autor UNIFESP Google Scholar
Montero, Edna Frasson de Souza Autor UNIFESP Google Scholar
Del Grande, José Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Rinaldis, Alessandro de Autor UNIFESP Google Scholar
Fagundes, Djalma José Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To evaluate the feasibility of gastric ischemic conditioning by videolaparoscopy in rats, as well as its functional effect. METHODS: Twenty EPM-1 Wistar male rats were submitted to gastric devascularization through videolaparoscopy with intra-abdominal pressure of 4mmHg pneumoperitoneum through the placement of three ports into the abdominal cavity. The animals were distributed in two groups of 10 animals each according to their sacrifice day, 7 (G7) and 14 (G14) days for evaluation of gastric wall perfusion by laser-Doppler flowmetry before the devascularization, 10 minutes after and 7 or 14 days according to the group they belonged to. RESULTS: The flowmetry after the devascularization showed better progressive results of the gastric perfusion mainly in G14. CONCLUSIONS: The gastric ischemic conditioning model is feasible by videolaparoscopy. The ischemic conditioning allows the re-establishment of the blood perfusion on the gastric wall.

OBJETIVO: Avaliar a exeqüibilidade do condicionamento isquêmico por videolaparoscopia e o seu efeito funcional, na parede gástrica de ratos. MÉTODOS: Vinte ratos machos, EPM-1 Wistar foram submetidos a desvascularização gástrica proximal, por videolaparoscopia, com pressão intra-abdominal de pneumoperitônio de 4mmHg através da colocação de três trocartes na parede abdominal. Os animais foram distribuídos em dois grupos de 10 animais cada de acordo com a data de sacrifício, ou seja, 7 (G7) e 14 (G14) dias para avaliação da perfusão da parede gástrica com fluxometria por laser-Doppler antes da desvascularização, 10 minutos após e 7 ou 14 dias de acordo com o grupo a que pertenciam. RESULTADOS: A fluxometria revelou melhora progressiva da perfusão gástrica principalmente no G14, após a desvascularização. CONCLUSÕES: O modelo de condicionamento isquêmico do estômago é exeqüível por videolaparoscopia. O condicionamento isquêmico permite o restabelecimento da perfusão sangüínea na parede gástrica.
Palavra-chave Video assisted surgery
Stomach
Ischemic conditioning
Rats
Cirurgia vídeo-assistida
Estômago
Condicionamento Isquêmico
Ratos
Idioma Português
Data de publicação 2004-10-01
Publicado em Acta Cirurgica Brasileira. Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, v. 19, n. 5, p. 565-570, 2004.
ISSN 0102-8650 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Extensão 565-570
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502004000500016
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-86502004000500016 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2239

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-86502004000500016.pdf
Tamanho: 131.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta