Avaliação da ultra-estrutura do intestino delgado por microscopia eletrônica de transmissão e varredura em crianças infectadas pelo HIV

Avaliação da ultra-estrutura do intestino delgado por microscopia eletrônica de transmissão e varredura em crianças infectadas pelo HIV

Título alternativo Transmission and scanning electronic microscopy small intestine ultrastructural evaluation of HIV infected children
Autor Leite, Christiane Araujo Chaves Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Fagundes Neto, Ulysses Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Descrever os achados ultra-estruturais do intestino delgado de. crianças infectadas pelo HIV.. Métodos: Estudo observacional descritivo de biópsias de intestino delgado. realizadas entre agosto de 1994 e maio de 1995 em São Paulo - Brasil,. estocadas em blocos de parafina em laboratório, pertencentes a 11 crianças. infectadas pelo HIV. As amostras foram observadas por microscopia eletrônica. de transmissão e de varredura e os achados ultra-estruturais foram descritos a. partir da análise de fotos digitalizadas deste material. O estudo obteve. aprovação do Comitê de Ética.. Resultados: Através da microscopia eletrônica de varredura observou-se. diminuição das microvilosidades em número e em tamanho na maioria das. amostras, chegando ao completo desnudamento em algumas áreas.. Freqüentemente os enterócitos mostravam-se desarranjados e a delimitação. das suas bordas havia perdido a sua nitidez habitual. Em algumas áreas a. superfície dos enterócitos estava total ou parcialmente recoberta por uma. crosta mucofibrinóide de espessura e extensão variável. Gotículas de gordura. estavam presentes em muitas das amostras e bactéria morfologicamente. semelhante a um bacilo foi vista em duas ocasiões. A microscopia de. transmissão confirmou as alterações das microvilosidades observadas pela. microscopia de varredura bem como a formação de pequenos “tufos” de. microvilosidades. Além disso, evidenciou-se o aumento de vacúolos. intracitoplasmáticos em grande parte dos enterócitos, freqüente aumento da presença de corpos multivesiculares, presença de linfócitos intraepiteliais,. vacuolização de mitocôndrias e espessamento da membrana basal na maioria. das amostras analisadas. No entanto, algumas amostras exibiam aspectos. normais.. Conclusões: Nosso estudo demonstrou a ocorrência freqüente de importantes. alterações ultra-estruturais intestinais diversas e de intensidade variável em. crianças infectadas pelo HIV, algumas das quais, ao nosso conhecimento,. ainda não descritas anteriormente, porém inespecíficas..
Palavra-chave Criança
Microscopia eletrônica
HIV
Intestino delgado
Idioma Português
Data de publicação 2009
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2009. 132 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 132 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22384

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta