Sexualidade segundo jovens de dois grupos socioeconomicos da cidade de São Paulo, 2011

Exibir registro simples

dc.contributor.author Fontoura, Lilia Maria Rosado da [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:45:45Z
dc.date.available 2015-12-06T23:45:45Z
dc.date.issued 2012
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 2012. 145 p.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22383
dc.description.abstract O presente estudo tem como proposito a descricao do modo como os jovens de dois grupos socioeconomicos da cidade de São Paulo veem as questoes sobre a sexualidade. Para alcancar os objetivos propostos, foi realizado um estudo descritivo e exploratorio, utilizando uma abordagem qualitativa, atraves de entrevistas semiestruturadas com 24 adolescentes que cursavam a 3a serie do Ensino Medio de uma escola publica e de uma escola privada da cidade de São Paulo. A partir da coleta de dados, foi realizada a categorizacao e as respostas dos jovens entrevistados foram agrupadas nas seguintes categorias tematicas: 1- sexualidade e escola; 2- sexualidade e familia; 3- juventude e sexualidade; 4- vivencias da sexualidade pelos jovens. A analise das entrevistas com os jovens confirma que o tema sexualidade, tanto na escola publica como na escola privada, nao e abordado de forma sistematizada, embora esteja contemplado nos Parametros Curriculares Nacionais (PCNs) desde 1998 como um dos temas transversais. Os entrevistados de ambas as escolas consideram que e necessario abordar a tematica sexualidade de maneira mais aprofundada no Ensino Medio e sem tabus. Eles, tambem, sugeriram que o tema da sexualidade deveria ser trabalhado de forma diferenciada das aulas tradicionais, ou seja, atraves de dinamicas e debates, o que propiciaria a ocorrencia de uma maior integracao entre os jovens. As entrevistas tambem mostraram que o dialogo sobre sexualidade nas familias e dificil e a maioria dos entrevistados demonstrou ter grandes dificuldades de relacionamento com os pais. Geralmente, eles procuram os amigos para falar sobre o tema. Entre as motivacoes para a iniciacao sexual, foram destacadas pelos jovens a curiosidade e o desejo da descoberta. Para a maioria, a iniciacao sexual foi algo novo, natural e agradavel. Tanto a afetividade como o dialogo sobre o tema entre os parceiros foram salientados como sendo importantes, para que a relacao sexual fosse possivel, principalmente, para as meninas. Quanto aos metodos contraceptivos mais conhecidos e utilizados pelos entrevistados, estao o preservativo e a pilula. A partir dos dados analisados nesta pesquisa, foi possivel destacar a necessidade de conscientizacao e da preparacao dos pais e dos professores, para possibilitar o dialogo com os adolescentes, responder suas duvidas e orienta-los a perceber a sexualidade como algo inerente a vida e a Saúde e que se expressa no ser humano em todas as fases de sua existencia pt
dc.format.extent 145 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Humanos pt
dc.subject Adolescente pt
dc.subject Sexualidade pt
dc.subject Estudantes pt
dc.title Sexualidade segundo jovens de dois grupos socioeconomicos da cidade de São Paulo, 2011 pt
dc.title.alternative Sexuality by two socioeconomic groups of young people from São Paulo, 2011 en
dc.type Tese de doutorado
dc.identifier.file epm-3020711142464.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina, Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva pt
dc.subject.decs Humanos pt



Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Exibir registro simples

Buscar


Navegar

Minha conta