Associacao entre duracao do sono e apneia obstrutiva do sono

Associacao entre duracao do sono e apneia obstrutiva do sono

Título alternativo Association between sleep duration and obstructive sleep apnea
Autor Risso, Thais Telles Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Apneia obstrutiva do sono (AOS) e um fator de risco para doenca cardiovascular. Fortes associacoes foram relatadas entre duracao do sono, hipertensao arterial sistemica (HAS), obesidade e mortalidade cardiovascular. A hipotese dos autores e de que a duracao do sono pode desempenhar um papel na gravidade da AOS. O objetivo deste estudo e analisar a duracao do sono em pacientes com AOS. Metodos: Pacientes submetidos a polissonografia basal de noite inteira foram consecutivamente selecionados a partir do banco de dados do Instituto do Sono da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) entre marco de 2009 e dezembro de 2010. Todos os individuos foram convidados a ir ao Instituto do Sono, as 8 horas, para uma avaliacao clinica, eletrocardiograma (ECG) de 12 derivacoes e actigrafia. Parametros antropometricos, como peso, altura, circunferencia do quadril, circunferencia abdominal e circunferencia cervical, tambem foram mensurados. O estudo foi aprovado pelo Comite de Etica da UNIFESP. Resultados: Cento e trinta e tres pacientes foram divididos em quatro grupos com base no tempo total de sono (TTS), efiCiência do sono (ES), latencia do sono (LS) e vigilia apos o inicio do sono (DI): muito curto dormidor (n = 11), curto dormidor (n = 21), dormidor intermediario (n = 56) e dormidor longo (n = 45). O indice de apneia-hipopneia (IAH) foi maior no curto dormidor (50,18  30,86 eventos/hora) em relacao ao dormidor intermediario (20,36  14,68 eventos/hora, p = 0,007) e dormidor longo (23,21  20.45 eventos/hora, p = 0,02). Saturacao periferica de oxigenio (SpO2) minima e media e o tempo gasto de SpO2 abaixo de 90% apresentaram valores piores no grupo muito curto dormidor. Apos ajuste para sexo, idade, IAH e indice de massa corporal (IMC), a SpO2 media foi significativamente associada ao TTS (p = 0,01). Conclusoes: O presente estudo sugere que a duracao do sono pode estar associada a baixa SpO2 media em pacientes com AOS
Palavra-chave Humanos
Apneia do Sono Tipo Obstrutiva
Sono
Polissonografia
Actigrafia
Doenças Cardiovasculares
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 113 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 113 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22373

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta