Intervencao no excesso de peso em escolares de Criciuma, SC: programa de atividade fisica e de educacao nutricional u crescendo com Saúde

Intervencao no excesso de peso em escolares de Criciuma, SC: programa de atividade fisica e de educacao nutricional u crescendo com Saúde

Título alternativo Intervention in overweight schoolchildren in Criciuma, SC: program of physical activity and nutrition education u growing with health
Autor Silva, Loraine Storch Meyer da Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Na primeira etapa, o objetivo foi verificar a prevalencia e os fatores associados ao excesso de peso em criancas de 6 a 10 anos de idade de escolas publicas e particulares da regiao urbana de Criciuma, SC. Na segunda, os objetivos foram avaliar o estado nutricional, a aptidao fisica e a atividade fisica de escolares, no inicio e no final do programa de intervencao nutricional e de atividade fisica e comparar os resultados do grupo-intervencao com os do grupo-controle. Metodos: Na primeira etapa, realizou-se estudo transversal, com uma amostra representativa composta de 1398 escolares de 6 a 10 anos de idade, em Criciuma, SC. Na avaliacao do estado nutricional, em ambas as etapas, utilizou-se o indice de massa corporal de acordo com a curva da Organizacao Mundial da Saúde de 2007. A associacao do excesso de peso, com as variaveis independentes, foi expressa pela razao de prevalencia. Na segunda etapa, executou-se estudo quase experimental, durante 28 semanas, com 238 escolares (108 do grupo intervencao e 130 do grupo-controle). O programa constava de atividades extracurriculares de educacao nutricional (50 minutos, uma vez por semana) e de atividade fisica (50 minutos, duas vezes por semana). O efeito do programa de intervencao foi avaliado, utilizando o modelo de equacoes de estimativa generalizada. Resultados: Na primeira fase da pesquisa, a media de idade da populacao foi de 8,6 ± 1,2 anos, sendo 52,1% do sexo feminino e 83,6%, provenientes de escolas publicas. A prevalencia de excesso de peso foi de 28,8%, com 10,5% de obesidade e 18,3% de sobrepeso. O excesso de peso foi semelhante entre os sexos (29,0% versus 28,7%). Observaram-se indices mais elevados de excesso de peso nas escolas particulares (36,5%), em relacao as publicas (27,3%). A idade de 8 anos mostrou forte associacao com excesso de peso (p = 0,004). O maior risco para o excesso de peso, entre os meninos, foi aos 8 anos de idade (RP: 1,84; IC: 1,11 u 3,06) e, entre as meninas, aos 9 anos (RP: 1,66; IC: 1,23 u 2,24). Na segunda, entre os escolares com excesso de peso, inicialmente, ocorreu melhora do estado nutricional em 26,2% no grupo-intervencao, contra 10,4% nos controles (p = 0,014). A diferenca na diminuicao do percentil nessa populacao foi, ainda, mais significativa (p = 0,001). O grupo-intervencao apresentou aumento significativo das atividades fisicas moderada ou vigorosa (p = 0,012), enquanto que, no grupo-controle, o aumento nao foi significante (0,810). Em tres testes de aptidao fisica, o grupo-intervencao mostrou melhora significativa na performance (p < 0,001) enquanto que nos controles houve piora na avaliacao final. Conclusoes: O excesso de peso foi elevado na populacao estudada. O programa de intervencao teve um efeito positivo no excesso de peso, com melhora significativa no estado nutricional, na atividade fisica e na aptidao fisica
Palavra-chave Humanos
Obesidade
Sobrepeso
Saúde Escolar
Atividade Motora
Educação Alimentar e Nutricional
Criança
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2011
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2011. 125 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 125 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22372

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta