Nivel de anticorpos ao tetano e a difteria em pacientes com imunodefiCiência primaria em uso de imunoglobulina intravenosa

Nivel de anticorpos ao tetano e a difteria em pacientes com imunodefiCiência primaria em uso de imunoglobulina intravenosa

Título alternativo Antibody levels to tetanus and diphtheria in patients with primary immunodeficiency undergoing intravenous immunoglobulin therapy
Autor Nobre, Fernanda Aimee Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A imunoglobulina intravenosa (IgIV) e um concentrado de imunoglobulina G, preparado a partir de um pool de plasma derivado de milhares de doadores saudaveis para que se garanta que anticorpos contra os mais diferentes patogenos estejam presentes no produto final. E tratamento eficaz e bem estabelecido para pacientes com defiCiência de anticorpos. Porem, pouco se sabe em relacao a protecao fornecida contra doencas graves e pouco frequentes, como o tetano e a difteria. Este e um estudo observacional e prospectivo. No periodo de um ano, foram coletadas, a cada 3 meses, amostras de soro de 21 pacientes com defiCiência de anticorpos em uso regular de imunoglobulina intravenosa. As concentracoes de IgG total e de anticorpos especificos ao tetano e a difteria foram determinadas nessas amostras. Amostras das preparacoes de IgIV administradas a esses pacientes no mes imediatamente anterior ao da coleta de sangue tambem foram obtidas. Os niveis de anticorpos especificos para tetano e difteria foram analisados nessas amostras. Foram utilizadas preparacoes de IgIV de 6 fabricantes diferentes (total de 38 lotes). A dose media de IgIV administrada foi de 553 mg/kg a cada 4 semanas e o nivel medio de IgG serica mantido pelos pacientes foi 778,3 mg/dL. Nao foram detectadas diferencas nas concentracoes de anticorpos ao tetano e a difteria entre as diferentes marcas de IgIV. Para a difteria, observou-se maior variacao na concentracao de anticorpos entre os lotes da marca Flebogamma® comparativamente as outras marcas. Pacientes que receberam Flebogamma® no mes imediatamente anterior apresentaram niveis maiores de anticorpos. Nos pacientes, tanto a concentracao de IgG total quanto de anticorpos ao tetano e a difteria nao se mantiveram constantes ao longo das quatro coletas. Para a difteria, dois pacientes apresentaram, em uma ocasiao, concentracoes de anticorpos abaixo do nivel considerado protetor e observou-se uma relacao linear positiva entre a concentracao de anticorpos no paciente e na IgIV administrada no mes imediatamente anterior, assim como, entre a concentracao de anticorpos especificos e a IgG total no paciente. Para o tetano, essas correlacoes nao foram observadas. Pacientes que receberam doses de IgIV iguais ou maiores que 500 mg/kg apresentaram niveis mais elevados de anticorpos contra difteria comparativamente aos pacientes que receberam doses ate 500 mg/kg. Para o tetano, essa diferenca nao foi observada. Reforcamos nesse estudo a variacao nas concentracoes de anticorpos especificos entre os lotes de IgIV de uma mesma marca. E possivel que a heterogeneidade do status imune da populacao saudavel tenha implicacao no nivel de anticorpos nas preparacoes de imunoglobulinas. Apesar da terapia de reposicao com IgIV ser tratamento eficaz, devemos estar atentos quanto ao grande espectro de patogenos aos quais os pacientes sao expostos. Deve ser uma preocupacao mante-los protegidos contra doencas potencialmente preveniveis. Para algumas doencas, como a difteria, o paciente pode, pontualmente, nao apresentar niveis satisfatorios de anticorpos e a monitorizacao do tratamento pelo nivel de IgG total pode nao ser suficiente. Estudos periodicos em relacao as concentracoes de anticorpos especificos para alguns agentes nesses pacientes podem ser uteis
Palavra-chave Humanos
Síndromes de Imunodeficiência
Imunoglobulinas Intravenosas
Tétano
Difteria
Humanos
Idioma Português
Data de publicação 2012
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2012. 97 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 97 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/22367

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta